PUBLICIDADE
Topo

Renato reclama de uso VAR após derrota do Grêmio: "Fomos prejudicados"

Renato Gaúcho reclamou da conduta da equipe de arbitragem depois da derrota para o Caxias - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Renato Gaúcho reclamou da conduta da equipe de arbitragem depois da derrota para o Caxias Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Do UOL, em Porto Alegre

22/02/2020 19h33

Classificação e Jogos

Renato Gaúcho repetiu que isso não era justificativa para o resultado, mas reclamou do uso do VAR na final do primeiro turno do Gauchão. Segundo Portaluppi, o árbitro Leandro Vuaden deveria ter observado a imagem em um lance duvidoso entre Juliano, do Caxias, e Everton Cebolinha.

O time da serra venceu por 1 a 0 e conquistou a taça, além de garantir vaga na final absoluta do torneio.

A jogada aconteceu aos 17 minutos do segundo tempo. Um lançamento encontrou o atacante gremista em velocidade pela direita. Juliano fez uma carga no corpo do adversário pouco antes da bola sair pela linha de fundo. Depois de muita reclamação dos jogadores, Vuaden, auxiliado pelo árbitro de vídeo via comunicador, mandou o jogo seguir.

Na opinião de Renato Gaúcho o árbitro deveria ter ido até a beira do gramado e revisado o lance.

"Considero o Vuaden um dos melhores árbitros do Brasil. Tinha o VAR, eu vi o lance no vestiário e foi pênalti. O jogador do Caxias não procurou a bola, ele vai no Everton, empurra, e a bola estava no campo. A única pergunta que eu faço é: e o árbitro? É o do VAR quem decide se é pênalti, falta, expulsão? É algo que eu gostaria de escutar. Por que ele não foi ver o lance?", reclamou Renato.

O treinador gremista seguiu falando sobre o assunto e ainda cobrou mudanças no protocolo adotado.

"Tem que acabar com a mania do cara do VAR ver o que é ou não é. O lance foi duvidoso, o Vuaden deveria ter ido ver e definido. Se ele vai lá ver o lance, pode saber se realmente foi pênalti ou não. Ele pode ter a mesma opinião do cara do VAR, ou não. Mas tem que ir observar. Não é desculpa. Perdemos, perdemos, sem problema algum. Mas um pênalti desses, com VAR... Então não precisamos mais do VAR. Não estou dando desculpa. Amanhã ou depois vai acontecer de novo. Hoje foi o Grêmio, amanhã pode ser o Internacional, ou outro clube. Não sei por que o árbitro não foi analisar o lance para decidir se foi pênalti. Fomos prejudicados. Foi pênalti", explicou Renato.

Derrotado, o Grêmio precisará dar tudo no segundo turno para seguir na disputa do título do Gauchão. E terá a Libertadores junto no calendário a partir do início de março.

Grêmio