PUBLICIDADE
Topo

Maicon Bolt aciona o Atlético-MG na justiça por rescisão indireta

Maicon Bolt deixou o Atlético-MG no mercado da bola - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Maicon Bolt deixou o Atlético-MG no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

21/02/2020 16h27

Maicon Bolt acionou o Atlético-MG na justiça do trabalho depois de ter a rescisão com o clube comunicada pelo diretor de futebol Rui Costa. Ele cobra a multa pela rescisão indireta e pagamentos atrasados.

A informação sobre a ação judicial do atleta foi informada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte com o estafe do jogador. O processo corre em segredo de justiça. Porém, o jogador alega atrasos salariais.

As cobranças são da remuneração de janeiro, direitos de imagem de novembro e dezembro (2019) e de janeiro (2020), FGTS (Fundo de Garantia sobre Tempo de Serviço) sob salários de setembro a janeiro e também do 13º salário, luvas, premiação e multa por rescisão contratual.

Maicon Bolt tinha salários de R$ 252 mil mensais na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) na Cidade do Galo. Somente o zagueiro Réver tem remuneração semelhante à do atacante. O seu contrato se encerraria em dezembro de 2021, e ele tinha mais R$ 6 milhões para receber em salários.

Atlético-MG