PUBLICIDADE
Topo

Botafogo resolve questão salarial e fica por 'detalhes' de fechar com Yaya

Yaya Touré está muito próximo de se tornar oficialmente jogador do Botafogo - Reuters
Yaya Touré está muito próximo de se tornar oficialmente jogador do Botafogo Imagem: Reuters

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/02/2020 22h06

Havia uma grande expectativa para que Yaya Touré fechasse com o Botafogo nesta sexta-feira. Mas não foi o que aconteceu. As últimas horas foram de muita conversa e um roteiro que deixou o torcedor alvinegro de cabelo em pé em busca de novidades. Apesar de ainda não ter resolvido, apenas detalhes separam o marfinense de vestir a camisa preta e branca.

O acordo só não saiu nesta sexta porque Yaya Touré estava insatisfeito com os descontos que teria em seu salário por conta dos impostos brasileiros. Assim, pediu um reajuste nos vencimentos para recuperar essas taxas. Em princípio, o Botafogo não gostou nem um pouco do que ouviu.

Porém, o aumento pedido não era tão significativo a ponto de cancelar a negociação. Assim, houve uma negociação para se chegar a um meio termo. Os dois lados tiveram que ceder até que houvesse um acordo.

Segundo as duas partes envolvidas na negociação, a expetativa é de um final feliz e que a resposta definitiva seja dada até domingo. Assim como aconteceu com Honda, Touré também é bastante minucioso e espera ter o contrato nas mãos para assinar vínculo até o fim de 2021 com o Botafogo.

Se tudo o que foi acordado verbalmente nas últimas reuniões estiver no contrato, dificilmente Yaya Touré não será jogador do Alvinegro. Apesar da frustração pelo documento ainda não ter sido assinado, o Botafogo entende que se trata de uma contratação bastante complexa e que esse tipo de ajuste fino faz parte do jogo.

Inicialmente, Yaya receberia R$ 200 mil além de participação em vendas de produto que levem seu nome, algo similar ao que acontece com Keisuke Honda.

Botafogo