PUBLICIDADE
Topo

Mascote do Atlético-MG se desculpa após atitude machista com jogadora

Galo Doido, mascote do Atlético-MG, se desculpa com jogadora após atitude machista - Bruno Cantini/Atlético-MG
Galo Doido, mascote do Atlético-MG, se desculpa com jogadora após atitude machista Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

20/02/2020 11h57

A mascote do Atlético-MG foi ao treino do time feminino para se desculpar com a atleta Vitoria Calhau e as demais jogadoras da equipe. O clube divulgou um vídeo com o ocorrido por meio de suas redes sociais. A diretoria informa ainda que, após a gravação das imagens, o funcionário que se veste de Galo Doido voltou a pedir desculpas à zagueira.

O Atlético divulgou um vídeo em que o funcionário vestido de mascote foi à sessão de treinos da equipe na Vila Olímpica, um dos clubes sociais do Galo, para se desculpar com as atletas. Ele entrega uma carta a todas elas e diz que aprendeu com o erro cometido.

"Comecei a escrever esta carta para vocês, atletas do Galo, mas percebi que é uma carta que precisa ser dirigida para toda a sociedade. Sempre representei a alegria e jamais tive a intenção de constranger alguém, mas os tempos mudaram. E ainda bem que mudaram", escreveu.

"Peço desculpas, de coração, falo sobre reconhecer um erro, se arrepender e mudar. Não é da boca para fora, é porque realmente aprendi. Sei que aprendi de uma forma difícil, mas acredito que posso evoluir. E essa é uma grande oportunidade para que todos nós possamos melhorar e entender que o respeito está acima de tudo", acrescentou.

A diretoria do Galo ainda informou sobre o caso: "Após a gravação da matéria da entrega das cartas a cada uma das atletas, o funcionário que vestia o Galo Doido pediu desculpas diretamente à jogadora Vitória Calhau, prontamente aceitas. O funcionário em questão foi advertido pelo clube e devidamente orientado".

No último domingo, durante a apresentação de Diego Tardelli como novo reforço do clube e também da equipe feminina, a mascote tomou uma atitude considerada machista, ao girar a atleta no centro do gramado.

Atlético-MG