PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Vagner Love lamenta racismo sofrido por Marega: "Acontece em todo lugar"

Vagner Love, durante entrevista coletiva no Corinthians - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Vagner Love, durante entrevista coletiva no Corinthians Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 14h35

Vagner Love comentou sobre o caso de racismo sofrido por Moussa Marega, do Porto, na partida contra o Vitória de Guimarães, no último fim de semana. Em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava hoje (19), o atacante do Corinthians lamentou o ocorrido e disse sofrer com o preconceito nos mais diversos lugares.

"Já era para ter acabado isso no mundo, no futebol. É uma coisa chata para caramba. Temos que ter a cabeça tranquila. É algo que nunca vai acabar. É no mercado, no shopping, em todo lugar. Só passa para o mundo porque todo mundo vê no futebol. Mas os casos são diários. A pessoa que recebe o racismo, tem que ficar tranquilo quanto a isso. Sabe da índole, do carinho e respeito que as pessoas têm com você. Gosto de tratar todo mundo com respeito para poder receber em troca isso. É algo que dificilmente vai acabar. Temos que saber que somos importantes para muitas pessoas", afirmou.

O caso de racismo aconteceu na metade do segundo tempo da partida. Marega havia marcado o segundo gol do Porto e passou a ouvir constantes insultos racistas vindos da torcida do Vitória de Guimarães. Irritado, ele abandonou a partida.

Jogadores do Porto ainda tentaram demover o jogador da ideia, mas ele acabou substituído por Wilson Manafa. Marega deixou o campo mostrando o dedo do meio para os torcedores rivais.

"Não sei se traria solução, mas acho que teria que ter uma punição para o torcedor do clube que faz isso. Se punir o clube, os outros torcedores vão querer tirar aquele cara. Se der punição para o Vitória de Guimarães, pode dar certo. Recriminarem o torcedor que faz esse tipo de coisa", prosseguiu Love.

Corinthians