PUBLICIDADE
Topo

Sem Cazares, Atlético-MG aposta em Nathan como camisa 10 no início do ano

Nathan, meia-atacante do Atlético-MG, ganha espaço com lesão de Juan Cazares - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Nathan, meia-atacante do Atlético-MG, ganha espaço com lesão de Juan Cazares Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

19/02/2020 04h00

Nathan foi utilizado por Rafael Dudamel nos últimos dois jogos do Atlético-MG: empate com o Campinense, pela Copa do Brasil, e a derrota para a Caldense, pelo Campeonato Mineiro. O meia-atacante se destacou nos minutos que teve em campo e aparece como um provável substituto de Cazares, que está lesionado.

O jogador não deu assistências ou fez gol enquanto atuou pelo Galo. No entanto, foi crucial na criação de jogadas do time. O próprio técnico vê melhora da equipe com o jogador em campo.

"Sobre Nathan, a presença do camisa 10 produz mais criação de jogadas. Isso permitiu que Jair encontrasse melhores conexões por dentro. A equipe encontra melhoria coletiva na parte ofensiva, o que não vínhamos tão bem", disse Dudamel.

Sem Cazares, dono da camisa 10 no elenco e que se recupera de lesão na coxa esquerda, a comissão técnica vinha optando por uma formação com três volantes de origem. Zé Welison, Jair e Allan formavam o setor. Agora, Nathan é quem ganha espaço e surge como uma opção.

Ele, inclusive, deve formar o meio-campo ao lado de Zé Welison e Jair no jogo contra o Unión, da Argentina, amanhã (20), às 21h30 (de Brasília), no Independência.

Atlético-MG