PUBLICIDADE
Topo

Messi se diz 'surpreso' com escândalo envolvendo Barcelona e redes sociais

Messi, durante partida entre Barcelona e Athletic Bilbao, pela Copa do Rei - REUTERS/Vincent West
Messi, durante partida entre Barcelona e Athletic Bilbao, pela Copa do Rei Imagem: REUTERS/Vincent West

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 18h05

Lionel Messi quebrou o silêncio sobre o escândalo que envolve o Barcelona atualmente. Enquanto o clube catalão enfrenta acusações de que teria contratado uma empresa para atacar ídolos, dirigentes da oposição e até jogadores do atual elenco, o craque argentino falou ao Mundo Deportivo que ficou surpreso com a situação.

"A verdade me deixou um pouco surpreso, porque não estava aqui, estava viajando. Quando cheguei, me inteirei um pouco sobre tudo. O presidente nos disse o mesmo que falou em público, o mesmo que disse na coletiva de imprensa. Qual era a situação, o que havia acontecido e não posso dizer muito mais. É o mesmo que já sabem. Tudo o que ele disse, nos contou no particular", afirmou Messi.

"A verdade é que acho estranho que uma coisa assim aconteça. Mas eles também disseram que existem provas. Teremos que esperar para ver se é verdade ou não. Não podemos falar muito e sim esperar para ver o que acontece com tudo isso. Mas, na verdade, me pareceu uma coisa estranha", completou o atacante.

A acusação ao Barcelona surgiu com uma reportagem da rádio Cadena Ser. Segundo a publicação, a I3 Ventures foi contratada há três anos para melhorar a reputação da atual direção do clube, encabeçada pelo presidente Josep Maria Bartomeu. Neste período, de acordo com a rádio, a empresa teria gerenciado dezenas de contas no Facebook e Twitter.

O clube negou a história e afirmou que não tem relação com as contas em questão. "O clube exige a retificação imediata das informações divulgadas e reserva-se o direito de tomar as medidas legais apropriadas contra aqueles que continuarem a envolver o clube nesse tipo de prática", afirmou o Barcelona em nota oficial.

Depois disso, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomey, voltou a negar que o Barcelona tenha contratado uma empresa para criticar jogadores nas redes sociais.

Barcelona