PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Mauro Cezar: "São Paulo não consegue fazer gol com qualquer treinador"

Mauro: "Há um ano, Gabigol, B. Henrique e Arrascaeta não eram unanimidades"

UOL Esporte

Do UOL, em São Paulo

18/02/2020 12h00

Classificação e Jogos

O São Paulo empatou com o Corinthians por 0 a 0 no clássico disputado pelo Campeonato Paulista, no Morumbi, em mais um jogo sem gols marcados pelo time comandado pelo técnico Fernando Diniz, assim como já havia ocorrido contra o Palmeiras, na terceira rodada da competição.

No segundo bloco do podcast Posse de Bola #20, Mauro Cezar Pereira analisa as falhas do ataque do São Paulo e, apesar de não isentar o técnico Fernando Diniz de culpa pela falta de gols do time, lembra que o problema é anterior à chegada do comandante são-paulino.

"De fato, esse problema do São Paulo é grave, do seu treinador inclusive, só que o problema da falta de gols já é anterior ao Diniz, essa é uma questão. Se você pegar a média de gols do São Paulo com Jardine, Mancini, Cuca e Diniz, os técnicos do ano passado para cá, a dele é a melhor, ou menos ruim. Ou seja, há 1 ano e 2 meses, o São Paulo não consegue fazer gol com qualquer treinador", analisa Mauro.

Mauro considera que o São Paulo foi prejudicado pela não-marcação de um pênalti no final da partida, mas cita o gol perdido por Alexandre Pato também nos últimos minutos do jogo como inaceitável.

"O Pato perdeu um gol que ele não pode perder. É proibido perder aquele gol para um atacante que é contratado para isso. O São Paulo jogou com o Pablo pela direita no começo, o Pato jogando como centroavante, é o cara que menos tinha funções sem a bola, quando o Corinthians tinha a bola, ele ficava no grande círculo e não tinha que voltar para fechar, todo mundo tinha que trabalhar, ele não", afirma Mauro.

O jornalista afirma ainda que o time de Diniz não pode mais contar com o meio-campista Hernanes como titular, enquanto tem Igor Gomes como opção para atuar.

"Hernanes eu acho que não tem condições de jogar como titular do São Paulo. Infelizmente, não dá, isso é uma mera constatação. Quando entra o Igor Gomes, muda tremendamente, a diferença entre os dois hoje é muito grande, o garoto tem iniciativa, é agressivo, dá outra dinâmica, se movimenta mais, o time flui melhor", finaliza.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol