PUBLICIDADE
Topo

Adilson pede valorização de "meninos do Cruzeiro" em reestruturação

Adilson Batista prevê evolução de novatos e pede paciência - Bruno Haddad/Cruzeiro
Adilson Batista prevê evolução de novatos e pede paciência Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em São Paulo

16/02/2020 21h59

A ordem no Cruzeiro é não lamentar os pontos perdidos no empate contra o Patrocinense, hoje, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. Para o técnico Adilson Batista, o momento é de apoiar os jovens jogadores que vêm fazendo parte da reestruturação do clube nesta temporada.

"Estamos dentro dos objetivos da competição, vamos valorizar o que esses jogadores estão fazendo, eles se esforçaram. Tenho que enaltecer o que eles fizeram pois eu temia pelo aspecto físico", afirmou o treinador após o empate por 1 a 1 que manteve a invencibilidade do time celeste na competição.

Adilson se refere ao pouco tempo de preparação que teve para enfrentar o Patrocinense. Na quinta-feira passada (13), o Cruzeiro enfrentou o São Raimundo-RR, em Boa Vista, classificando-se para a segunda fase da Copa do Brasil com um empate por 2 a 2. Depois disso, quase não treinou para atuar no Estadual.

"Não tivemos um sono correto desde a viagem, e a federação não ajudou. Os jogadores sentem", explicou Adilson, que durante quase toda a entrevista coletiva pediu o apoio dos torcedores aos novatos. "Precisamos ter paciência com alguns jogadores. Eles não vieram prontos, e o torcedor precisa entender esse processo."

Adilson justificou o pedido de apoio pelo fato de os atletas novatos demorarem a engrenar. "Eu estou no dia a dia. Temos que melhorar, crescer. E o andamento dos jogos vai fazer com que eles evoluam. Eles não jogam em alto nível quando são meninos. Em um ano, são no máximo 15 jogos grandes. E eles estão sendo exigidos agora", sentenciou.

Futebol