PUBLICIDADE
Topo

Diego Souza marca no fim, Grêmio vence o Inter e está na final do 1º turno

Jogadores do Grêmio comemoram diante do Internacional; gol foi anulado pelo VAR - Pedro H. Tesch/AGI
Jogadores do Grêmio comemoram diante do Internacional; gol foi anulado pelo VAR Imagem: Pedro H. Tesch/AGI

Jeremias Werneck

Do UOL, em Porto Alegre (RS)

15/02/2020 18h33

Classificação e Jogos

O Grêmio encontrou dificuldades mesmo com um a mais, mas venceu o Internacional por 1 a 0, hoje (15), no Beira-Rio, e jogará a final do primeiro turno do Gauchão. O gol foi marcado por Diego Souza, de cabeça, aos 46 da etapa final, após belo cruzamento de Everton Cebolinha.

Os comandados de Renato Gaúcho esperam o vencedor da outra semifinal entre Caxias e Ypiranga, que acontece amanhã (16), às 16h (de Brasília).

A próxima partida do Colorado é na próxima quarta-feira (19), contra o Tolima, na Colômbia, às 21h30, pela Libertadores. Já o Grêmio joga a final do 1º turno do estadual no sábado de Carnaval, dia 22, em uma partida única.

Quem foi bem: Diego Souza

Diego Souza do Grêmio comemora gol contra o Internacional - Pedro H. Tesch/AGIF - Pedro H. Tesch/AGIF
Diego Souza do Grêmio comemora gol contra o Internacional
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

O atacante do Grêmio já tinha feito ótima jogada no primeiro gol do Grêmio anulado pela arbitragem. Perdeu uma chance importante na primeira etapa, mas se mostrou decisivo ao se posicionar bem e cabecear livre para marcar o gol da vitória gremista.

Quem foi mal: Damián Musto

Musto, do Internacional, foi expulso em partida contra o Grêmio - Renato Padilha/AGIF - Renato Padilha/AGIF
Musto, do Internacional, foi expulso em partida contra o Grêmio
Imagem: Renato Padilha/AGIF

Volante foi expulso nos acréscimos do primeiro tempo ao puxar Diego Souza no meio-campo e evitar contra-ataque letal. Antes, ficou quase como figura decorativa por se posicionar mais atrás em relação aos próprios zagueiros. O cartão vermelho o tirou oficialmente do jogo.

Inter naufraga no modelo de Coudet

A saída de três, D'Alessandro no ataque e o meio-campo intenso não funcionaram. O Inter fez um clássico pálido. A posse de bola manteve o padrão do ano: inócua. Sem criar nenhuma chance real de gol, o time colorado ainda sofreu com erros defensivos. Saiu para o intervalo podendo comemorar o empate.

Grêmio domina mesmo com nova formação

Renato Gaúcho montou o Grêmio com três volantes, fechou espaços à frente da área e explorou Diego Souza como pivô na frente. O resultado foi o domínio do jogo, mesmo com a formação diferente e na casa do rival. No primeiro tempo, o time gremista perdeu duas chances incríveis para balançar as redes. E quando balançou, também por duas vezes, viu os lances serem (bem) anulados por impedimento.

Bruno Fuchs estreia na fogueira

Considerada joia da base do Internacional, o zagueiro desbancou Rodrigo Moledo para ajudar a construção do jogo desde o início do campo. Na teoria era isso, mas na prática foi bem diferente. Com vários erros de passe e derrota em divididas, Fuchs se mostrou nervoso e foi cobrado pelos companheiros.

Internacional x Gremio

Segundo tempo do avesso

D'Alessandro, do Internacional, disputa lance com David Braz e Cortez, do Grêmio - Pedro H. Tesch/AGIF - Pedro H. Tesch/AGIF
D'Alessandro, do Internacional, disputa lance com David Braz e Cortez, do Grêmio
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Com um a menos em campo, o Inter abriu a mão da bola e esperou espaços para atacar. Ou seja, melhorou. Levou perigo. O Grêmio não conseguiu reagir diante da estratégia vermelha e passou a sofrer algo que parecia improvável. A pressão de 10 contra 11 deixou o jogo aberto.

Cronologia do jogo

Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, Everton Cebolinha fez ótima jogada individual e deixou Alisson na cara do gol. O atacante tentou o passe para Diego Souza completar para o gol livre, mas foi curto demais e o lateral Moisés conseguiu fazer a interceptação. Everton chegou a balançar a rede duas vezes na primeira etapa, aos 37, após passe de Diego Souza, e aos 48, no cruzamento de Bruno Cortez. No entanto, em ambos os lances, os assistentes estavam em posição irregular. O primeiro tempo, recheado de acontecimentos, ainda reservou espaço para a expulsão de Damián Musto, que levou o segundo amarelo, aos 47, após parar contra-ataque do Tricolor gaúcho.

Na etapa final, mesmo com um jogador a menos, o Internacional conseguiu criar boas oportunidades para tentar abrir o placar. Aos 8 e aos 11, Edenílson obrigou Vanderlei a fazer duas defesas importantes. Um minuto depois, Cuesta aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou uma bola que tirou tinta da trave. A resposta do Grêmio veio aos 16, quando Victor Ferraz cruzou e Thiago Neves cabeceou no pé da trave de Lomba. Aos 45, D'Alessandro cruzou na entrada da área e Edenílson finalizou por cima do gol de Vanderlei, mas levou perigo. Aos 46, Diego Souza aproveitou cruzamento de Everton e completou pro fundo do gol, sem chances para o goleiro. Aos 49, Cuesta cruzou e Guerrero cabeceou para uma bela defesa de Vanderlei.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 0 x 1 GRÊMIO

Data e hora: 15/02/2020 (sábado), às 16h30min (de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Jean Pierre Lima (RS)
Auxiliares: Lúcio Flor (RS) e Leirson Martins (RS)
Árbitro de vídeo: Carlos Braga (RJ)

Gol: Diego Souza, aos 46 do segundo tempo

Cartões amarelos: Musto e Guerrero (INT); Lucas Silva, Matheus Henrique, Maicon, Diego Souza e Thiago Neves (GRE)

Cartão vermelho: Musto (INT)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei (Thiago Galhardo), Bruno Fuchs, Cuesta e Moisés; Damián Musto, Rodrigo Lindoso (Zé Gabriel), Edenilson e Gabriel Boschilia (Marcos Guilherme); D'Alessandro e Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet.

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz e Cortez (Caio Henrique); Maicon, Lucas Silva (Pepê), Matheus Henrique e Maicon (Thiago Neves); Alisson, Everton e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

Futebol