PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pedrinho deixa Arena chorando e orientado a não ver TV e redes, diz agente

Pedrinho acerta Ángel Benítez, do Guaraní (PAR), e é expulso no primeiro tempo do jogo contra o Guaraní - NELSON ALMEIDA / AFP
Pedrinho acerta Ángel Benítez, do Guaraní (PAR), e é expulso no primeiro tempo do jogo contra o Guaraní Imagem: NELSON ALMEIDA / AFP

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/02/2020 16h16

Classificação e Jogos

O meia Pedrinho viveu ontem (12) um dos piores dias de sua carreira. O atleta estreava com a camisa 10 do Corinthians e entrou em campo como um dos grandes reforços do time para reverter uma vantagem do Guaraní de 1 a 0, conquistada no primeiro jogo. Mas, o jovem meia foi expulso aos 28 minutos da primeira etapa e viu o Alvinegro ser eliminado mesmo com vitória por 2 a 1.

Segundo o empresário do jogador, Will Dantas, Pedrinho deixou a Arena chorando bastante e, inclusive, em silêncio. O camisa 10 pediu para ficar sozinho e evitou os autógrafos no estacionamento da Arena, como de costume, em jogos do Timão.

"Ele saiu chorando bastante porque era o sonho da vida dele estrear na Libertadores com a camisa 10 do Corinthians e, infelizmente, existem coisas na vida que são alheias a nossa vontade. No primeiro lance ele escorregou, foi travar a bola a escorregou. E no segundo lance ele estava preocupado com o cara que estava atrás dele, tanto que segurou o cara no corpo e levantou a bola para dar a bicicleta, mas infelizmente o outro rapaz colocou a cabeça. Mesmo não acertando, o árbitro optou por dar o cartão amarelo", disse o agente.

"Ele está tranquilo, está triste, lógico, abatido, mas falei para ele que são coisas da vida. São imprevistos que acontecem na carreira. Ele não foi o primeiro e também não será o último, mas é isso aí, bola para frente", completou.

Além disso, Pedrinho foi orientado a não assistir televisão e nem entrar nas redes sociais. O UOL Esporte já havia revelado que o camisa 10 foi "blindado" após a eliminação do Corinthians com a sua expulsão no primeiro tempo.

"O pessoal do Corinthians deu todo apoio a ele: jogadores, comissão técnica, diretoria. E ele acabou indo embora mais cedo. Ele costuma sair, dar autógrafos, atender todo mundo no espaço do estacionamento, mas ontem estava tão triste que disse que queria ir embora, que queria ficar sozinho. Eu respeitei, falei para ele só para que não entrasse em redes sociais, não visse televisão", afirmou Will Dantas.

"Os caras já se aproveitam de uma situação quando o atleta está bem, quando o acontece um negócio desses aí é lógico que vão aparecer aqueles para malhar. Mas é assim mesmo, é a vida e falei para ele que precisa se acostumar com esses momentos, que vai passar como tudo na vida passa. Ele está tranquilo, se Deus quiser se o treinador optar por ele no jogo contra o São Paulo ele vai fazer um bom jogo", completou.

Pedrinho, que virou titular contra o Guaraní após realizar apenas um treinamento sob o comando de Tiago Nunes (estava com a seleção olímpica), não está confirmado como titular para o clássico contra o São Paulo, sábado, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista.

Vale lembrar que Pedrinho negocia sua transferência para o Benfica, de Portugal, por 20 milhões de euros. Segundo o agente, o clube português só precisa enviar o contrato para ser assinado pois os dois clubes já se acertaram.

Futebol