PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Blindagem e sem cadeira cativa. O que será de Pedrinho após Guaraní

Pedrinho acerta Ángel Benítez, do Guaraní (PAR), e deixa Corinthians com um a menos na Libertadores - NELSON ALMEIDA / AFP
Pedrinho acerta Ángel Benítez, do Guaraní (PAR), e deixa Corinthians com um a menos na Libertadores Imagem: NELSON ALMEIDA / AFP

Diego Salgado e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

O meia Pedrinho foi um dos grandes personagens da eliminação do Corinthians na chamada pré-Libertadores, ontem (12), diante do Guaraní (PAR), na Arena de Itaquera. O camisa 10 foi expulso aos 28 minutos do primeiro tempo. Sem o meio-campista, o Alvinegro recuou no início da etapa final e sofreu o gol da eliminação. O Alvinegro venceu por 2 a 1, mas caiu no critério de desempate por gol fora de casa, depois de ter sido derrotado por 1 a 0, no Paraguai, na semana passada.

Após o jogo, Pedrinho foi assunto entre torcedores, jornalistas e, principalmente, nas coletivas do técnico Tiago Nunes e do presidente Andrés Sanchez, na Arena Corinthians. O jogador, que deixou o campo visivelmente abalado, foi "blindado" no vestiário. O camisa 10 não passou pela zona mista para que não fosse "bombardeado" de perguntas pela imprensa.

Apesar da preocupação de não rotular Pedrinho como "vilão" da eliminação precoce na Libertadores, Tiago Nunes não confirmou o jogador como titular da equipe para os próximos jogos e, inclusive, para o clássico contra o São Paulo, sábado, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista.

O treinador entende que Pedrinho precisa assimilar melhor o seu sistema de jogo. Para ele, o jogador também deve ser tratado como um atleta ainda em fase de evolução na carreira, em muitos sentidos.

"Pedrinho é ótimo jogador, atleta de seleção olímpica, vem de uma conquista importante. Tem toda identidade do clube, todo o respeito nosso. Como jovem, precisa evoluir em aspectos táticos, técnicos e físicos. É um jogador que precisa se adaptar mais ao nosso modelo. Para o próximo jogo vamos avaliar, depende do jogo. Ele vai disputar posição com os demais", afirmou Tiago Nunes.

O treinador, aliás, explicou porque utilizou Pedrinho contra o Guaraní como titular após dizer na semana passada que o camisa 10 não possui "cadeira cativa" e que precisaria passar por adaptação ao seu estilo de jogo. Segundo Tiago Nunes, o meia pôde ser utilizado por ter cumprido papel semelhante na seleção brasileira sub-23 durante o Pré-Olímpico.

"A função que ele exerceu hoje foi a mesma que exerceu pelo Brasil contra a Argentina. Como nós jogamos com Boselli e Love, e lá na seleção jogava com Matheus Cunha e Paulinho, pedimos para ele fazer a mesma função, já que estava adaptado. Fez com qualidade", explicou.

Além do futuro de Pedrinho no time, o jogador também é notícia por conta de seu futuro no clube paulista. O camisa 10 negocia sua transferência para o Benfica, de Portugal. O clube português recebeu uma contraproposta do Corinthians e acenou positivamente em relação ao acerto. No entanto, segundo o presidente Andrés Sanchez, o Benfica tem até o meio do ano para sacramentar o negócio, período em que reabre a janela de transferências da Europa.

"Encaminhada está (a negociação), mas o Benfica não acertou, então não tem nada. A proposta está lá, 20 milhões de euros, e eles tem até julho, na próxima janela, para definir, então não podemos fazer nada. [O atacante colombiano] Yony [González] não tem nada a ver com Pedrinho. Não tem nada do Benfica. Estive lá, ele está interessado, fizeram a proposta e eu fiz a contraproposta. Estamos aguardando", explicou o dirigente.

Pedrinho se reapresenta com o elenco do Corinthians amanhã (13), no CT Joaquim Grava, onde o Alvinegro inicia a preparação para o clássico contra o São Paulo.

Futebol