PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Presidente do Lyon diz que ex-astro da NBA fará parte de conselho do clube

Tony Parker, ex-jogador de Spurs e Hornets, é presidente de time francês de basquete que teve ações compradas pelo Lyon - Mike Ehrmann/Getty Images
Tony Parker, ex-jogador de Spurs e Hornets, é presidente de time francês de basquete que teve ações compradas pelo Lyon Imagem: Mike Ehrmann/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

12/02/2020 15h14

O francês Tony Parker, ex-jogador de basquete com passagens por times como San Antonio Spurs e Charlotte Hornets na NBA, deve em breve fazer parte do conselho diretor do Lyon, na França. A informação foi divulgada hoje pelo presidente do clube, Jean-Michel Aulas, em entrevista ao jornal francês Le Dauphiné.

A iniciativa faz parte de uma aproximação entre o Lyon e o Asvel Basket, time francês de basquete do qual o ex-armador é presidente. Em 2019, a equipe presidida por Aulas comprou 25% das ações da equipe de basquete.

"Em 2020, Tony Parker se juntará ao conselho do Olympique Lyonnais. Está estabelecido. Jérôme Seydoux (do conselho administrativo do clube) e eu somos a favor. Tenho que encontrar tempo para ir à China e apresentar a operação a nossos acionistas chineses. Mas será feito, eles concordaram", disse Aulas, que despistou sobre a possibilidade de assumir uma franquia de basquete no Canadá — Parker já manifestou o interesse de ter um time na NBA.

"No momento, Tony e eu estamos muito felizes em trabalhar juntos. Nós nos damos bem como dois jovens estudantes que desejam criar uma start-up", disse.

Questionado se o ex-jogador de basquete pode ser presidente do Lyon no futuro, Aulas — que ocupa o cargo desde 1987 — escapou novamente do assunto.

"Você tem que perguntar a ele, eu não estou em seus pensamentos. Mas, de qualquer forma, ele está muito feliz em trabalhar conosco e eu com ele. Toda essa energia mantém você jovem e avançando todos os dias", disse o dirigente, que espera conquistar a Liga dos Campeões da Europa enquanto estiver à frente do clube.

"Enquanto eu tiver força suficiente, ficarei no comando para levantar este troféu. Não estamos longe. E vamos ver isso nas oitavas de final contra a Juventus."

Esporte