PUBLICIDADE
Topo

Vasco só empata com Altos (PI), e avança na Copa do Brasil no aperto

Vascaínos festejam gol de Germán Cano contra o Altos pela Copa do Brasil 2020 - Joao Allbert/AGIF
Vascaínos festejam gol de Germán Cano contra o Altos pela Copa do Brasil 2020 Imagem: Joao Allbert/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

12/02/2020 23h27

Classificação e Jogos

Quem esperava por um jogo fácil hoje (12) no estádio Albertão (PI), se enganou. Perdendo chances em profusão, o Vasco se complicou na partida, levou um susto no início com um gol contra de Marrony e avançou de fase na Copa do Brasil com aperto ao apenas empatar com o Altos (PI) por 1 a 1. O gol cruzmaltino foi marcado por Germán Cano.

Na próxima fase, o Vasco enfrentará o ABC, de Natal, em São Januário (RJ). Em caso de empate, a decisão é nos pênaltis. O time potiguar eliminou o Aquidauanense (MS).

Eliminado da Taça Guanabara, o Cruzmaltino não tem jogo no fim de semana e se prepara agora para a partida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana, dia 19, contra o Oriente Petrolero, na Bolívia. No duelo de ida, em São Januário, os vascaínos venceram por 1 a 0, e agora jogam pelo empate.

O melhor - Rodrigo Ramos

Com 40 anos e até uns quilinhos a mais, o goleiro do Altos fechou o gol no Albertão. Foram várias defesas que salvaram o time piauiense, incluindo uma à queima-roupa de Cano.

O pior - Marrony

O promissor atacante do Vasco ainda não se encontrou nesta temporada. Hoje, além do gol contra, tomou escolhas erradas no ataque e errou passes bobos.

Gol contra de Marrony

Aos 19, após cobrança de falta na área, Marrony subiu e cabeceou contra o próprio patrimônio. Gol contra e 1 a 0 Altos no placar.

Cano é matador

Germán Cano já havia desperdiçado um chance à queima-roupa, mas artilheiro nato que é, não ia perder outra. E foi assim que, aos 47 minutos do primeiro tempo, ele recebeu um passe açucarado de Talles Magno, teve calma de cortar o zagueiro e chutar colocado, no canto, para o fundo da rede, empatando o jogo para o Vasco. Este já é o quarto gol em cinco jogos do argentino, contratado este ano.

Abel mantém a escalação

O técnico Abel Braga preferiu manter a escalação das últimas partidas. Segundo o treinador, o que o motivou foram as vitórias e o desejo de dar maior entrosamento ao time.

A equipe criou muitas oportunidades, algo que estava faltando nesta temporada, mas ao mesmo tempo cometeu o mesmo erro de sempre: perder suas chances de gol.

Altos faz partida aguerrida

O time do Piauí fez uma partida digna. Mesmo com suas limitações e um elenco experiente, entregou até a última gota de suor.

Polêmica entre diretorias

A diretoria do Vasco alegou que não conseguiu treinar ontem (11) no Albertão em função do Altos ter mudado seu horário de treino para a mesma hora. Em cima da hora, o Cruzmaltino precisou mudar o local da atividade.

Hoje no jogo, a diretoria do Altos não cedeu ingressos para os dirigentes vascaínos.

Gramado ruim

O gramado do estádio Albertão estava ruim. Irregular, ele dificultava a troca de passe das equipes.

Obras diminuem capacidade

Ainda passando por obras, o estádio Albertão limitou sua capacidade para somente 15 mil pessoas para a partida entre Altos e Vasco por questão de segurança.

FICHA TÉCNICA:
ALTOS (PI) 1 x 1 VASCO

Local: Albertão, em Teresina (PI)
Data: 12 de fevereiro de 2020 (quarta-feira)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Leonardo Mendonça (ES)
Cartões amarelos: Reinaldo Lobo, Alberto, Max Carrasco (ALT); Germán Cano (VAS)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Marrony, aos 19 minutos do primeiro tempo (ALT - gol contra); Germán Cano, aos 47 minutos do primeiro tempo (VAS)

ALTOS: Rodrigo Ramos; Júlio Ferrari, Leandro, Reinaldo Lobo, Tiaguinho; Alberto (Netinho), Max Carrasco, Echeverría (Xilu), Klenisson; Jânio Daniel e Raphael Carioca (Alex Mineiro). Técnico: Fernando Tonet

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan, Henrique; Andrey, Raul, Marcos Júnior (Juninho); Talles Magno (Vinícius), Marrony (Tiago Reis) e Germán Cano. Técnico: Abel Braga

Vasco