PUBLICIDADE
Topo

Soteldo renova contrato com o Santos e fica no clube até 2023

Soteldo abraça Carlos Sánchez durante o jogo entre Santos e Botafogo-SP - Santos FC/Divulgação
Soteldo abraça Carlos Sánchez durante o jogo entre Santos e Botafogo-SP Imagem: Santos FC/Divulgação

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

11/02/2020 20h01

O venezuelano Yeferson Soteldo ficará no Santos. O clube da Vila Belmiro e o estafe do atacante se reuniram algumas vezes nos últimos dias para acertar detalhes de um novo contrato com valorização para o jogador e chegaram a um acordo. Soteldo assinou hoje o novo vínculo até 2023.

O camisa 10 santista era alvo do Atlético-MG no mercado da bola 2020. Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, Soteldo já tinha adiantado que não tinha intenção de deixar o clube, mas pediu que o presidente José Carlos Peres cumprisse com os "compromissos econômicos" para que ele ficasse no Peixe.

Soteldo pleiteava uma valorização após ser o principal destaque do Santos na temporada 2019. Ele recebia salário inferior a atletas fora dos planos ou pouco utilizados, como Uribe, Bryan Ruiz e Cueva.

O Atlético-MG fez uma proposta de US$ 12 milhões (R$ 51 milhões) para tirar o atleta da Vila Belmiro e apostava em uma cláusula no contrato do venezuelano que obrigaria o Peixe a comprar os 50% do atleta que ainda pertencem ao Huachipato (CHI) por US$ 6 milhões (R$ 25 milhões) imediatamente.

O Peixe, no entanto, tem um entendimento diferente da polêmica cláusula e acredita que pode pagar tal valor até o fim do contrato do jogador, que ia até dezembro de 2022 antes da renovação.

O técnico Dudamel, do Atlético-MG, trabalhou com Soteldo na seleção da Venezuela, mas não era um trunfo na negociação. O treinador do Galo teve desentendimentos com o jogador e seu estafe durante o período em que comandou a seleção.

Santos