PUBLICIDADE
Topo

Santos: "Diferente", Soteldo brilha e encanta. Mas Jesualdo quer ainda mais

Soteldo parte pra cima da marcação na vitória do Santos sobre o Botafogo-SP - Ivan Storti/Santos FC
Soteldo parte pra cima da marcação na vitória do Santos sobre o Botafogo-SP Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

11/02/2020 04h00

O Santos passou de burocrático a alegre em um Soteldo. O venezuelano estreou na temporada na vitória tranquila por 2 a 0 sobre o Botafogo-SP e foi responsável pela criação das jogadas dos dois gols em momentos em que o Peixe tinha a posse da bola, mas pouco criava. O futebol do baixinho encantou Jesualdo Ferreira, mas ele quer mais.

Para o treinador do Santos, Soteldo é um jogador diferente. Jesualdo acredita que o venezuelano será importante com gols e assistências ao longo do ano e acredita que o Peixe ganha em agressividade com o atacante em campo.

"Soteldo veio num processo diferente do nosso. Teve pouco trabalho aqui. Foi para o torneio, assim como os jogadores aqui do Brasil. Ele não chegou em boas condições. Chegou cansado e não jogou contra o Corinthians. A integração na equipe é normal, porque conhece o elenco. Não esperava muito mais do que fez hoje pela situação. É um jogador que dá agressividade no ataque. Vai ser um jogador que marca gols e dá assistências, como fez hoje. É um jogador diferente daqueles que temos no elenco", afirmou.

O português quer que o atacante, que se acostumou a jogar pelo lado esquerdo do ataque em 2019, entenda melhor e fique familiarizado a jogar tanto na direita quanto também no centro, parte da filosofia de jogo de Jesualdo.

"Acho que qualquer atacante deve conhecer bem as três zonas em que se joga. Todos os jogadores precisam saber jogar nessas posições. Têm comportamentos táticos e soluções técnicas diferentes, é verdade, portanto é importante que conheçam o campo. Ele estava acostumado com a esquerda e o Marinho com a direita. Soteldo tem capacidade de jogar dos dois lados e espero que pise nas zonas centrais também, onde é muito rápido e explosivo e pode tirar vantagem. Hoje foi importante que mudasse depois do gol, porque é uma novidade: quando joga meia hora de um lado a defesa cria soluções para conter e quando troca para o outro setor é uma novidade para quem marca. Quando os três conseguem fazer bem essa circulação você pode tirar vantagem", explicou Jesualdo.

O Santos terá mais uma semana livre para treinamentos e volta a campo no domingo (16), quando visita a Ferroviária, em Araraquara, às 19h, pela sexta rodada do Paulistão. Com dez pontos, o Peixe lidera de forma isolada o grupo A.

Santos