PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ronaldo não queria deixar o Barça: "Decisão não estava nas minhas mãos"

Ronaldo comemora gol com a camisa do Barcelona em 1996 - AP Photo/Denis Doyle
Ronaldo comemora gol com a camisa do Barcelona em 1996 Imagem: AP Photo/Denis Doyle

Do UOL, em São Paulo

11/02/2020 17h52

O ex-jogador Ronaldo Fenômeno revelou em entrevista ao DAZN Itália que ele concordou em assinar um novo contrato para permanecer no Barcelona em 1997 — mas a alegria durou apenas alguns dias.

Ele contou que estava feliz em continuar no clube catalão, e descobriu apenas que teria o contrato quebrado quado foi convocado pela seleção brasileira. Por fim, o atleta foi para a Inter de Milão.

"Eu iria assinar uma renovação do contrato no final da temporada e depois fui para a seleção. Cinco dias depois, eles me ligaram para falar que não poderiam continuar com a renovação", recordou Ronaldo.

"[A decisão] Nunca esteve nas minhas mãos. Eu queria ficar", continuou. "Se o clube não me valorizou como eu pensava, a decisão não estava em minhas mãos. Eu gostaria de ter ficado, mas não dependia de mim."

Ainda na entrevista, o brasileiro falou um pouco sobre como foi voltar para a Espanha, quando jogou pelo Real Madrid entre 2002 e 2007.

"Eu cheguei no Madrid e foi ainda mais grandioso do que o Roberto [Carlos] tinha me falado, maior do que eu imaginei. Há muito expectativa e pressão, mas há também os melhores jogadores do planeta".

Porém, Ronaldo permaneceu em cima do muro ao falar sobre seu melhor momento no futebol.

"No entanto, não sei dizer qual versão minha foi a melhor. Eu gostei de todos [os times], é claro. Adoro jogar futebol e adoro futebol. Eu acho que é mais uma pergunta para os fãs. Tentei ser o melhor que pude ao longo de toda a minha carreira", analisou.

Futebol