PUBLICIDADE
Topo

Envolto por tensão no PSG, Neymar ganha apoio total dos jogadores

Neymar sente dores durante a partida entre PSG e Montpellier, pelo Campeonato Francês - MARTIN BUREAU/AFP
Neymar sente dores durante a partida entre PSG e Montpellier, pelo Campeonato Francês Imagem: MARTIN BUREAU/AFP

João Henrique Marques e Tiago Leme

Do UOL, em Paris (França)

10/02/2020 04h00

A festa de 28 anos de Neymar na última semana pode até ter desagradado ao técnico Thomas Tuchel e à diretoria do Paris Saint-Germain, numa relação de tensão envolvendo o brasileiro nos bastidores do clube francês. Mas qualquer atrito entre o craque brasileiro e a instituição, dessa vez, não chegou nem perto dos vestiários. A foto de quase todo o elenco reunido na comemoração do aniversário é simbólica. Em sua terceira temporada no clube francês e próximo de enfim jogar as oitavas de final da Champions League, em ótima fase e sem lesão grave, o camisa dez tem no momento apoio praticamente unânime dos outros jogadores, em um ambiente positivo poucas vezes observado antes.

Reprodução Instagram
Imagem: Reprodução Instagram

Devido a uma contusão leve na costela, Neymar desfalcou o time nas duas últimas partidas, nas vitórias sobre o Nantes, por 1 a 0 na quarta-feira, e sobre o Lyon, por 4 a 2 neste domingo. O atacante chegou a ficar incomodado por ter ficado de fora, já que se sentia em condições físicas de entrar em campo. No entanto, demonstrou o bom relacionamento com o grupo e esteve no vestiário do Parque dos Príncipes para dar seu incentivo neste domingo, antes de acompanhar a partida de seu camarote no estádio.

Neymar, assim, mantém boa relação no cerco com os companheiros em momento que a cúpula do time parisiense ficou decepcionada com a organização de uma grande festa quando entendia que o jogador tinha que se preservar. De maneira pública, apenas o técnico do time, Thomas Tuchel, demonstrou contrariedade com o evento. Mas, segundo apuração do UOL Esporte, a diretoria do time reprovou o fato e, inclusive, não mandou representantes ao evento, ao contrário de outros anos.

"Novo" Neymar agrada a companheiros

Com um comportamento mais tranquilo nesta temporada e comprometido dentro de campo com os objetivos da equipe, Neymar é motivo de elogios por parte dos demais atletas. O empenho demonstrado nos treinamentos chama a atenção. Com vários jogadores que falam o idioma espanhol, entre sul-americanos e os nascidos na Espanha, a comunicação tem ficado mais fácil. Aos poucos, ele consegue entender melhor a língua francesa também, apesar de ainda se comunicar em inglês com Mbappé, exemplo.

A ida de grande parte do elenco à festa também é um exemplo de como o jogador hoje melhorou seu relacionamento com todos.

Em outros momentos desde que chegou a Paris no meio de 2017, Neymar passou por situações mais conturbadas no time. Logo no início, ele se envolveu em uma polêmica com o centroavante uruguaio Edinson Cavani, ídolo da torcida, por causa das cobranças de pênalti. Depois, o brasileiro também foi criticado por ter sido liberado para para fazer tratamento da lesão no pé no Brasil, justamente no período do Carnaval. Na final da Copa da França de 2019, uma declaração criticando os atletas mais jovens também não caiu bem internamente. Esses problemas de convívio com os companheiros, no entanto, foram superados e ficaram no passado.

Neste domingo, o volante italiano Verratti, um dos principais amigos de Neymar dentro do elenco do PSG, elogiou o comprometimento do brasileiro com a equipe.

"O Ney está muito bem, muito bem e nós vemos dentro de campo. Os treinos se passam bem e quem vem ao estádio percebe que ele está bem dedicado, quando tem a bola e quando não tem. Isso é algo bom para ele e para a gente, ele nos ajuda muito. E o que desejamos é que ele esteja bem fisicamente, porque quando ele está bem ele é incrível", afirmou Verratti.

Desafio é reconquistar cúpula após festa

O desafio do brasileiro agora é convencer dirigentes e comissão técnica de que está completamente engajado com o projeto ambicioso do PSG. Os sinais positivos acima descritos vêm sendo notados pela cúpula do clube. O modo como o jogador conduziu e divulgou sua festa de aniversário, porém, esfriou qualquer empolgação. Ainda que, publicamente, o grupo comandado por outro brasileiro, Leonardo, seja comedido em seus comentários.

Depois da vitória sobre o Lyon neste domingo, Leonardo, que é o diretor esportivo do PSG, falou sobre a boa fase de Neymar, destacou a atitude do jogador exibida no gramado, mas evitou se alongar quando o assunto saía de campo.

"Deus deu a ele o talento. É enorme o que faz. Para sua festa de aniversário, não houve influência interna. O jogador sabe o que pensamos e nós sabemos como é o jogador. Se a gente falar do campo, o que falamos do Neymar? Ele é muito comprometido, ele está muito feliz, dito por ele. Ele é um jogador fantástico, muito em forma e muito comprometido nos objetivos. Estamos felizes em tê-lo aqui, é maravilhoso", disse Leonardo, em entrevista ao Canal Plus.

Na festa de aniversário realizada em Paris no dia 2 de fevereiro, ninguém da diretoria do clube compareceu, apesar do convite. Em entrevista coletiva na semana passada, Thomas Tuchel tinha deixado claro o seu descontentamento com a comemoração dois dias antes do duelo contra o Nantes. O técnico alemão falou em "distração" e que o evento naquela data passaria "a impressão de que não somos profissionais". Dias depois da festa, Neymar postou uma foto em seu Instagram junto com todo o elenco. Na legenda, a mensagem: "Fui feliz, atura ou surta".

O PSG volta a campo nesta quarta-feira, contra o Dijon, fora de casa, pelas quartas de final da Copa da França. A expectativa é que Neymar retorne ao time. No sábado, o adversário será o Amiens, pelo Campeonato Francês, no último compromisso antes do jogo de ida das oitavas da Champions, contra o Borussia Dortmund, dia 18, na Alemanha.

Esporte