PUBLICIDADE
Topo

'Vamos refletir com calma', pede Valentim após vaias da torcida do Botafogo

Alberto Valentim ressaltou que ainda é o começo do trabalho na temporada - Allan Carvalho/AGIF
Alberto Valentim ressaltou que ainda é o começo do trabalho na temporada Imagem: Allan Carvalho/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

09/02/2020 19h09

Alvo de constantes críticas da torcida do Botafogo, o técnico Alberto Valentim foi, novamente, vaiado após a derrota por 3 a 0 no clássico com o Fluminense, na tarde de hoje (9), pelo Campeonato Carioca. O treinador demonstrou entender a opinião dos alvinegros, mas ressaltou que ainda é o começo do trabalho na temporada e pediu que seja feita uma reflexão "com calma".

Valentim garantiu que o elenco tem de absorver a derrota para a equipe tricolor e lembrou ainda que, recentemente, com o time titular, o Botafogo conseguiu resultados positivos - venceu Macaé, Resende e Vasco -, além de ter assegurado a classificação na Copa do Brasil, contra o Caxias, do Rio Grande do Sul.

"Em relação à torcida, é lógico que não ficou contente com o resultado. Sabemos como funciona o futebol. O alvo é o treinador. Não era o que nós queríamos para a Taça Guanabara. Colocamos um time alternativo, tivemos de correr atrás. Vamos absorver bem a derrota e levantar a cabeça", disse ele, que completou:

"O torcedor é muita paixão. Sabemos que, quando as coisas não vão bem, o treinador é o responsável. Acredito no que estamos fazendo. Lembrando que esse time não tem nem um mês de treinos. O torcedor também tem de entender o processo que o clube vive. Quando se alonga a pré-temporada, sacrifica outras coisas. Depois, vencemos os três primeiros jogos com o time titular, passamos pelo Caxias. Vamos refletir com calma".

Pouco depois do clássico, o pedido pela demissão de Valentim era um dos assuntos mais comentados no Brasil em uma rede social.

O técnico classificou a atuação do Botafogo como "muito ruim" e apontou a desatenção do time como um dos principais fatores para a derrota.

"Jogo muito ruim. Tirando os primeiros minutos, antes de [o Fluminense] fazer o gol. Estávamos dominando a partida, mas demos oportunidade ao adversário. Foi uma desatenção enorme. É uma jogada que treinamos muito. Nenê teve muita liberdade e fez um lindo gol. Depois, deu uma desestabilizada total. No segundo tempo, não conseguimos reagir", afirmou.

Botafogo