PUBLICIDADE
Topo

Santos se silencia, e Atlético-MG aguarda posição sobre Soteldo até hoje

Destaque do Santos, Soteldo está na mira do Atlético-MG no mercado da bola - Heber Gomes/AGIF
Destaque do Santos, Soteldo está na mira do Atlético-MG no mercado da bola Imagem: Heber Gomes/AGIF

Eder Traskini e Thiago Fernandes

Do UOL, em Santos e Belo Horizonte

07/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Atlético-MG e Huachipato esperam resposta do Santos sobre Soteldo. Com uma oferta de US$ 12 milhões à vista do Galo, os paulistas não se manifestaram
  • A princípio, o clube da Vila Belmiro teria que se manifestar até a tarde de ontem (6), 72 horas após ser notificado pelo Huachipato sobre a oferta
  • Porém, o presidente José Carlos Peres se silenciou sobre o fato, e as partes aguardam uma posição até a tarde de hoje (7)
  • O Galo aguarda a resposta baseado em uma cláusula do contrato de venda de Soteldo do Huachipato para o Peixe, em janeiro do ano passado
  • Ficou estipulado que, em caso de proposta de US$ 12 milhões pela totalidade dos direitos do jogador, os paulistas teriam que igualar o valor

Atlético-MG e Huachipato, do Chile, aguardam resposta do Santos sobre o futuro de Soteldo. Com uma proposta de US$ 12 milhões (R$ 51 milhões) à vista do Galo em mãos, os paulistas ainda não informaram o que farão com o atleta de 22 anos.

A princípio, o clube da Vila Belmiro teria que se manifestar até a tarde de ontem (6), 72 horas após ser notificado pelo Huachipato sobre a oferta milionária dos mineiros. Porém, o presidente José Carlos Peres se silenciou sobre o fato, e as partes aguardam uma posição até a tarde de hoje (7).

O Galo aguarda a resposta baseado em uma cláusula do contrato de venda de Soteldo do Huachipato para o Peixe, em janeiro do ano passado. Na ocasião, ficou estipulado que, em caso de proposta de US$ 12 milhões pela totalidade dos direitos econômicos do jogador, os paulistas teriam que igualar o valor.

Como detém 50% dos direitos de Soteldo, o Santos teria que pagar mais US$ 6 milhões pelo outro percentual do atacante. As partes concordam sobre isso. O Huachipato, no entanto, crê que o valor deveria ser pago imediatamente, enquanto o Santos reconhece tal cláusula, mas tem um entendimento diferente dos termos: o clube praiano teria até o fim do vínculo de Soteldo, ao final de 2022, para pagar tal valor ao clube chileno.

O Huachipato ameaça ir à Fifa para pleitear o cumprimento da cláusula sob o entendimento do clube chileno, mas o Peixe está tranquilo quanto a isso. Dono dos direitos federativos do jogador e contando com a vontade atual do atleta de permanecer, o clube da Vila Belmiro se vê no controle da operação.

O Santos não exclui a possibilidade de vender o venezuelano, mas não pretende fazê-lo neste momento, nem para o mercado interno. Em entrevistas recentes, o presidente José Carlos Peres chegou a falar em valores distintos para negociar o atleta, mas nada abaixo dos 30 milhões de euros (cerca de R$ 139 milhões).

Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, Soteldo abriu o jogo e esclareceu que não está forçando para deixar o Santos. Ele agradeceu todo o carinho recebido e pediu que o presidente apenas cumprisse com "suas responsabilidades econômicas". O venezuelano, porém, não descarta deixar o Peixe, pois sabe das condições financeiras santistas. Ainda assim, Soteldo pleiteia uma valorização.

Futebol