PUBLICIDADE
Topo

Pedrinho admite que Brasil pode estar "manjado" por rivais no Pré-Olímpico

Pedrinho em ação pela selação brasileira contra o Uruguai no Pré-Olímpico - Luisa Gonzalez/Reuters
Pedrinho em ação pela selação brasileira contra o Uruguai no Pré-Olímpico Imagem: Luisa Gonzalez/Reuters

Danilo Lavieri

Do UOL, em Bucaramanga (Colômbia)

07/02/2020 16h32

Classificação e Jogos

O fato de o Brasil cair drasticamente de desempenho no quadrangular final do Pré-Olímpico pode ter a ver com a falta de alternativas táticas durante as partidas. Em entrevista coletiva concedida hoje (7) na concentração da seleção na Colômbia, Pedrinho disse que o fato de os rivais estudarem muito o jogo brasileiro pode ter feito o time ficar "manjado".

Questionado diretamente sobre o tema, o corintiano admitiu essa possibilidade e disse que a comissão técnica apresentará alternativas para o time melhorar contra a Argentina, no próximo domingo (9), às 22h30, pela última rodada do quadrangular final.

"Sim, pode ser um ponto crucial. Todas as seleções nos estudam, mesmo que a gente faça grandes jogadas. O Jardine sempre nos fala que temos um caminho do gol e eles nos estudam, então isso dificulta um pouco o jogo. Mas a comissão é capaz de alternar o caminho do gol e nos dar opções para que a gente não fique manjado. Vamos usar os treinos para variar", disse o camisa 10 da seleção.

Após o empate em 1 a 1 contra o Uruguai na última quinta-feira (6), André Jardine admitiu que poderá fazer mais mudanças na equipe. Depois de alterar a linha defensiva, agora, o comandante estuda mudanças no ataque.

A saída de Pedrinho é uma das alternativas para a equipe e aconteceu no segundo tempo dos últimos dois jogos. O treinador ainda não confirmou as mudanças e já sabe que precisará escolher um substituto para Nino, já que ele está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

No treino de hoje (7), Dodô, que teve dores no tornozelo após uma pancada contra a Colômbia, voltará a campo e poderá concorrer novamente com Guga por um espaço entre os titulares. Pedrinho espera um Brasil diferente diante da Argentina.

"Acho que foi um jogo completamente complicado. A proposta que as equipes estão vindo é de fechar o jogo e isso nos dificulta. Temos jogadores com muita qualidade, equipe bem treinada, não à toa nossa primeira fase foi muito boa. Agora que a gente começou a sofrer um pouco e espero que no próximo jogo a gente volte ao normal", afirmou Pedrinho.

Seleção Brasileira