PUBLICIDADE
Topo

Dudu reclama de Tite, mas seleção ignora mesmo os jogadores do Palmeiras?

Última convocação de Dudu foi há quase três anos, e ele não jogou um minuto sequer na ocasião - Pedro Martins / MoWA Press
Última convocação de Dudu foi há quase três anos, e ele não jogou um minuto sequer na ocasião Imagem: Pedro Martins / MoWA Press

Arthur Sandes e Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

07/02/2020 15h59

O atacante Dudu, do Palmeiras, tornou público o seu aborrecimento por não ser convocado para a seleção brasileira. O jogador admitiu tristeza com a situação e questionou o fato de poucos palmeirenses terem chances com Tite, ainda que Weverton tenha sido chamado recentemente. O goleiro foi, inclusive, relacionado para os amistosos contra Senegal e Nigéria em outubro do ano passado —os últimos jogos da equipe com atletas em atividade no Brasil.

Questionado sobre a ausência na seleção brasileira, Dudu foi sincero. "Isso é o treinador que tinha que explicar. De 2015 para cá, venho sendo um dos destaques do Brasil, aí sempre chega um jogador que se destaca por dois ou três meses e ganha chance na seleção, enquanto a gente aqui do Palmeiras não tem", falou o atacante ao Esporte Interativo.

Segundo o UOL Esporte apurou, a comissão técnica da seleção brasileira não considera que Dudu cumpra taticamente em campo aquilo que muitas das opções que consideram para ataque fazem em seus clubes. A lista de pontas é vista como a mais concorrida, tendo como opções Neymar, David Neres, Willian, Rodrygo, Vinicius Jr., Douglas Costa, entre tantos.

Dudu, no entanto, argumenta com base nos números concretos que tem pelo Palmeiras. "Sei que ele [Tite] tem os jogadores dele, e a prioridade às vezes é chamar os jogadores da Europa. Mas quando convoca alguns do Brasil ele não me convoca. A gente fica triste, mas não tenho esse pensamento de 'não ir para a seleção é um desastre'", disse.

"Às vezes falam que é porque eu não faço muitos gols, mas no ano passado fui artilheiro do time e terminei como o jogador que mais deu assistências no Brasil. De 2015 para cá, estou sempre nas seleções dos campeonatos", completou Dudu, que foi convocado pela última vez em março de 2017, para jogos das Eliminatórias da última Copa do Mundo - na ocasião, não saiu do banco.

A última convocação de Tite não teve jogadores de clubes brasileiros porque os amistosos coincidiam com a reta final da temporada. Antes disso, os representantes do futebol nacional nos amistosos contra Senegal e Nigéria foram Weverton (Palmeiras), Santos (Athletico-PR), Dani Alves (São Paulo), Marcinho (Botafogo), Matheus Henrique (Grêmio), Rodrigo Caio e Gabigol (Flamengo).

Para a seleção que conquistou a Copa América em 2019, é bom lembrar que o número de atletas "nacionais" diminuiu de modo significativo. A convocação original tinha o goleiro Cássio (Corinthians), o lateral direito Fagner (Corinthians) e Everton (Grêmio).

Segundo a programação que a CBF divulgou hoje, a seleção brasileira vai acompanhar de perto 25 partidas nas próximas semanas, e cinco delas envolvem times do País. Os auxiliares Cleber Xavier e Matheus Bachi se revezam entre dois jogos do Flamengo (contra Athletico-PR e Independiente del Valle), um clássico entre Santos e Palmeiras e um jogo do São Paulo contra a Ponte Preta. Além disso, o próprio técnico Tite estará em Grêmio x Juventude no dia 29, em duelo do Campeonato Gaúcho.

Seleção Brasileira