PUBLICIDADE
Topo

Verba de R$ 5 mi da Caixa: Vasco aguarda notificação ao banco e desbloqueio

Presidente do Vasco, Alexandre Campello está no aguardo da liberação da verba de R$ 5 milhões da Caixa - Rafael Ribeiro / Vasco
Presidente do Vasco, Alexandre Campello está no aguardo da liberação da verba de R$ 5 milhões da Caixa Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/02/2020 15h53

Além da vitória de ontem sobre o Oriente Petrolero (BOL) por 1 a 0, o Vasco teve outro motivo para se animar nesta quinta-feira (6): como informou o Lance!, a Justiça decidiu por ordenar o desbloqueio de R$ 5 milhões referentes ao antigo patrocínio da Caixa Econômica Federal, que estavam retidos em função do clube estar sem as certidões negativas de débito (CND's). Porém, apesar da boa notícia, a verba ainda não foi desbloqueada e o Cruzmaltino está em compasso de espera.

A Caixa ainda precisa ser oficiada e acatar a decisão judicial para que o montante seja liberado exclusivamente para o pagamento dos salários atrasados dos funcionários, uma exigência do tribunal.

Tão logo o banco seja notificado, ele tem até 48 horas para depositar em juízo independentemente de penhoras ou falta de certidões.

A ação que culminou na decisão da Justiça partiu do Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (Sindeclubes).

O Vasco deve aos funcionários novembro, dezembro, 13º e férias de 2019. Na semana passada (28), o mês de outubro foi quitado.

O drama dos salários atrasados fez com que muitos dos trabalhadores passassem o Natal e o Réveillon à base de cestas básicas doadas pelos jogadores e pela torcida vascaína.

Em todos os jogos de 2020 até aqui, uma faixa na arquibancada tem sido exibida com a frase: "Salários em dia. Direito do trabalhador".

Vasco