PUBLICIDADE
Topo

Marcos Paulo e Evanilson celebram retorno e ressaltam 'entrosamento' antigo

Marcos Paulo e Evanilson, crias da base do Fluminense, foram protagonistas contra o Unión La Calera - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Marcos Paulo e Evanilson, crias da base do Fluminense, foram protagonistas contra o Unión La Calera Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

06/02/2020 15h17

Criados no Fluminense, os atacantes Marcos Paulo e Evanilson estrearam na temporada 2020 e já com protagonismo. Recuperados de lesão, os dois entraram na partida contra o Unión La Calera, do Chile, pela Copa Sul-Americana, construíram a jogada do gol tricolor e demonstraram ao técnico Odair Hellmann que vão brigar por vaga na equipe titular.

Até então, o Flu vinha adotando uma escalação sem uma referência no ataque, com um setor ofensivo formado por Nenê, Miguel e Matheus Alessandro.

"Primeiramente, fico muito feliz em voltar a atuar. Tive uma lesão muscular e estou feliz de voltar aos gramados. Não foi o resultado que queríamos, mas podemos buscar a classificação lá. Fico feliz de ter voltado marcando gol. [Para a temporada] Planejo ajudar bastante o Fluminense" disse Evanilson.

A partida de volta contra o Unión La Calera será no dia 18, no Nicolás Chahuán Nazar, no Chile.

Marcos Paulo salientou que, por precaução, a dupla não começou atuando na última terça-feira e brincou ao falar sobre a possibilidade de eles assumirem a titularidade.

"Agora, é com ele [Odair]. Voltamos a trabalhar. Não era o momento certo de começar jogando, ele conversou conosco. Podíamos sentir algo e queimar substituição. Conseguimos entrar e não tivemos problemas. Agora, é trabalhar porque domingo [contra o Botafogo, pelo Campeonato Carioca] temos mais uma batalha", apontou.

Os jogadores enalteceram o fato de a dupla já ter um entrosamento de velha data, lembrando que trabalharam no Sub-20 e chegaram a morar juntos na concentração.

"Moramos juntos na concentração, temos bastante história. Fizemos dupla em alguns jogos do Sub-20. Como ele era de uma geração à frente, eu via muito ele jogar. Joguei pouco no Sub-20, mas conseguimos treinar muito juntos. Contra o Corinthians [pelo Campeonato Brasileiro do ano passado], ele fez dois gols e eu disse que esse ano tinha de ser assim. Começamos bem, dei a assistência. Neste começo [no profissional] tem dado certo", afirmou Marcos Paulo.

Além de salientar a amizade com Marcos Paulo, Evanilson afirmou também ter realizado um sonho ao atuar no Maracanã pelo Fluminense - ele havia entrado no empate sem gols com o Fortaleza, no Brasileiro, mas nos minutos finais:

"Temos muito intimidade, dentro e fora de campo. Jogamos pelo Sub-20 e, se Deus quiser, vamos construir uma história no profissional. Foi uma sensação incrível, um sonho de criança se realizando. Jogar com a camisa do Fluminense, no Maracanã, e com a torcida gritando meu nome... Deu mais vontade ainda de entrar e ajudar".

Fluminense