PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Neymar vê Mbappé 'fenômeno' e diz que 'ser melhor do mundo não é obsessão'

01.fev.2020 - Mbappé comemora gol do PSG com Neymar - Gonzalo Fuentes / Reuters
01.fev.2020 - Mbappé comemora gol do PSG com Neymar Imagem: Gonzalo Fuentes / Reuters

Do UOL, em São Paulo

05/02/2020 12h37

Neymar deu uma entrevista ao site da Fifa onde falou sobre as chances do PSG na Liga dos Campeões, sua relação com Lionel Messi e Kylian Mbappé e da Copa do Mundo do Qatar, em 2022. O jogador voltou a afirmar que ganhar o prêmio de melhor do mundo não "é uma obsessão".

Falando do atual clube, o atacante brasileiro elogiou o colega de equipe Mbappé. "Kylian é um fenômeno. Ele tem potencial para se tornar um dos melhores jogadores da história. É uma honra tê-lo no mesmo time. Nos entendemos muito bem no campo e fora dele também", disse Neymar.

Contratado com o objetivo de levar o clube francês a conquistar um título da Liga dos Campeões, o jogador foi questionado se o atual elenco do PSG é o mais forte da história do clube.

"Não diria o mais forte, mas eu sinto uma atmosfera diferente e mais confiante, e isso ajuda dia a dia", respondeu o brasileiro.

Sobre a Copa do Mundo do Qatar, em 2022, Neymar afirmou que o Brasil trará uma seleção "muito forte" e elegeu como principais adversários as seleções da França, Bélgica, Inglaterra e Argentina.

"Nós somos muito fortes. O elenco está mais experiente, ainda que alguns sejam mais jovens. Temos jogadores que já foram a duas Copas do Mundo, como eu por exemplo. Ganhamos, perdemos. A comissão técnica foi mantida e essa continuidade será positiva. Estou muito otimista sobre o futuro da seleção".

Outro assunto abordado na entrevista foi sua relação com Messi, com quem jogou no Barcelona. "Jogar com o Leo foi uma experiência única e nós nos tornamos amigos. Dos que eu vi jogar, Messi é o melhor da história", disse Neymar, que depois citou outros dois jogadores, Ronaldinho Gaúcho e Robinho.

Aproveitando a pergunta sobre o melhor do mundo, Neymar foi questionado se acredita que um dia vai ganhar o prêmio. Ele votou a dizer que este não é seu grande objetivo.

"Eu sempre disse que ganhar o prêmio não era uma obsessão, mas eu treino muito diariamente para ser melhor a cada dia. Se um dia eu vencer o prêmio, será resultado do meu trabalho".

Futebol