PUBLICIDADE
Topo

Athletico e Rony chegam a acordo e atacante segue no Furacão até 2023

Rony, do Athletico-PR, comemora seu gol durante partida contra o Goiás pelo campeonato Brasileiro - Gabriel Machado/AGIF
Rony, do Athletico-PR, comemora seu gol durante partida contra o Goiás pelo campeonato Brasileiro Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

05/02/2020 22h25

Fim da novela! Athletico e Rony chegaram a um consenso contratual e o jogador seguirá no Furacão com contrato até 2023. Após uma reunião na noite de ontem (4) que reaproximou as partes, o jogador foi reintegrado ao elenco principal atleticano e, hoje (5), clube e jogador concordaram com os termos da renovação. O novo contrato será assinado na próxima sexta-feira (7), quando Athletico e jogador irão se manifestar oficialmente sobre o tema.

A informação foi divulgada inicialmente pela Rádio Bandeirantes e confirmada pelo UOL Esporte.

O Athletico cobriu a proposta salarial do Palmeiras, único clube a fazer proposta oficial pelo jogador. O Corinthians se manteve atento às movimentações com a participação do empresário Luis Augusto Carvalho, o Piracicaba, mas acabou não concretizando nenhuma proposta. Além do salário, o Athletico irá oficializar à Rony o grande dilema da negociação que se arrastou desde o começo de janeiro.

Trata-se da divisão entre os direitos do atleta no contrato com o Furacão. Rony acreditava ter 50% dos valores de uma venda futura, quando assinou o contrato em 2018; como a Fifa proibia que jogadores tivessem seus próprios direitos antes de maio de 2019, Rony recebeu um valor que simbolizava os 50% à época - no caso US$ 1 milhão, ou R$ 4,2 milhões. Já o Athletico defendia que o que teria de pagar ao jogador seria exatamente o valor fixado, o que gerou a cisão.

Afastado do elenco principal desde 14 de janeiro, Rony então recebeu a proposta do Palmeiras e até sinalizou com a intenção de ir, mas não havia acordo com o Athletico para a venda dos direitos, estimados em 12 milhões de euros - cerca de R$ 48 milhões. Até esta terça, quando as partes decidiram por encerrar o debate. No novo contrato, Rony terá oficializado seu percentual e, com o aumento salarial, terá um aumento também na multa recisória.

O acerto com Rony é boa notícia para o técnico Dorival Junior, que já contará com o jogador diante do Flamengo, no dia 16, pela Supercopa do Brasil. Rony seria a 10ª baixa no elenco campeão da Copa do Brasil de 2019, entre eles seis jogadores que estiveram em campo nas finais contra o Inter: Léo Pereira (Flamengo), Madson (Santos), Bruno Guimarães (Lyon), Thonny Anderson (Red Bull Bragantino), Marcelo Cirino (Chongqing Lifan) e Marco Rúben (Rosario Central).

Athletico