PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras sustenta proposta por Rony e adota calma após trazer Viña

Jason Silva/AGIF
Imagem: Jason Silva/AGIF

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Palmeiras segue cauteloso e paciente por Rony, mesmo após anunciar Viña como reforço.
  • Time mantém a proposta de R$ 27 milhões pelo atacante, feita há duas semanas.
  • Pendência entre Rony e Athletico segura o Palmeiras no negócio, e o clube alviverde aguarda as duas partes.
  • Negociação (para contratação ou fim da conversa) deve avançar nesta semana.
  • Luxemburgo tem usado jovens (Verón e Wesley) ou meias (Scarpa e Veiga) nesta função.
  • Sem novidades por Rony, Palmeiras tem uma semana de trabalho, já que volta a campo só no sábado, diante da Ponte.

Enfim, o Palmeiras agiu no mercado da bola e anunciou na última sexta-feira (31) a primeira contratação da temporada 2020. O acerto com Matías Viña, lateral esquerdo da seleção uruguaia, veio após negociação discreta e uma postura paciente da diretoria, que sustenta esta filosofia diante do outro alvo do clube: o atacante Rony, do Athletico.

O Palmeiras ofereceu cerca de R$ 27 milhões por 50% dos direitos econômicos do atacante há duas semanas, quando Anderson Barros foi pessoalmente a Curitiba para negociar a proposta. Desde então, a postura da diretoria alviverde é aguardar Rony resolver a própria pendência com o Athletico para avançar.

Há um imbróglio entre o jogador e o time paranaense. O estafe do atacante e a diretoria rubro-negra divergem sobre quanto o atleta receberia em caso de transferência.

O Athletico diz que Rony possui o direito de receber 1 milhão de dólares (R$ 4,25 mi), enquanto o estafe do jogador cobra 3 milhões de euros (R$ 14 mi) sobre a proposta palmeirense. Esta pendência trava o avanço palmeirense há quase dez dias.

A conversa entre as três partes [Rony, Palmeiras e Athletico] deve avançar nesta semana. Nos últimos dias, Mario Celso Petraglia, presidente do Athletico, permaneceu internado em um hospital de São Paulo.

O lado alviverde do negócio, portanto, só aguarda. A chegada de Viña não muda o planejamento, assim como o início da temporada, com quatro rodadas de Campeonato Paulista. Avanço ocorrerá assim que Rony se resolver com o Athletico.

O Palmeiras também não se encontra disposto no momento a mexer na proposta feita pelo jogador ao clube rubro-negro. A política no clube este ano é reduzir gastos e investir com limite, com menos suporte possível da patrocinadora

Para a posição de Rony, Luxemburgo tem tentado buscar alternativas caseiras. Além do titular absoluto Dudu, o treinador veterano varia com pontas jovens, como Gabriel Verón e Wesley, ou meio-campistas, como Raphael Veiga e Gustavo Scarpa.

Ainda sem o último avanço por Rony, o Palmeiras terá a semana toda para trabalhar em busca da recuperação no Paulistão. Derrotado no domingo pelo Red Bull Bragantino, o time de Vanderlei Luxemburgo encara a Ponte Preta no sábado, às 19h30 (de Brasília), fora de casa.

Palmeiras