PUBLICIDADE
Topo

Mbappé não se desculpou com Tuchel em reunião no PSG, diz jornal

Mbappé não gostou de ser substituído por Thomas Tuchel durante a partida do PSG contra o Montpellier - Gonzalo Fuentes/Reuters
Mbappé não gostou de ser substituído por Thomas Tuchel durante a partida do PSG contra o Montpellier Imagem: Gonzalo Fuentes/Reuters

Do UOL, em São Paulo

04/02/2020 07h35

O clima no PSG entre o atacante Kylian Mbappé e o técnico Thomas Tuchel continua tenso após a polêmica substituição do atleta, ocorrida na última partida do clube francês.

De acordo com o jornal L'Equipe, uma reunião feita um dia depois do duelo não serviu para "lavar roupa suja", já que Mbappé não teria pedido desculpas a Tuchel e aos atletas pela reação ao ser sacado do time durante o jogo contra o Montpellier.

O veículo afirmou que, entre as reclamações, o atacante considera que o treinador alemão o trata como um jovem iniciante no futebol.

Além da simples substituição, um fato que irritou Mbappé, segundo o jornal, foi a ação de Tuchel na beira do campo no momento da troca. O alemão tentou controlar a insatisfação do astro o segurando, expondo a situação a torcedores, jornalistas e telespectadores.

Apesar de toda a polêmica, Mbappé teria admitido que sua reação foi exagerada.

"Não há nada pessoal"

Em entrevista coletiva concedida ontem, Tuchel se esquivou sobre a polêmica envolvendo o francês:

"Não há necessidade de falar sobre isso, não há nada pessoal entre ele e eu. Ele não quer sair, mas eu quero dar tempo aos que estão no banco".

Ao ser questionado se a insatisfação de Mbappé poderia servir como "impulso" para uma eventual transferência, Tuchel rejeitou a hipótese.

"Não acho que o Mbappé use esse episódio para deixar o clube. Ele é nosso jogador, ele tem contrato", afirmou.

Futebol