PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Festa do Santa Cruz acaba em pancadaria após invasão de torcedores do Sport

Festa do Santa Cruz termina em pancadaria após invasão de torcedores do Sport - Twitter/Reprodução
Festa do Santa Cruz termina em pancadaria após invasão de torcedores do Sport Imagem: Twitter/Reprodução

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Recife

04/02/2020 01h25

Torcedores do Sport são suspeitos de invadir e agredir torcedores rivais durante a festa de comemoração dos 106 anos do time Santa Cruz, que ocorria na noite de ontem, no Pátio de Santa Cruz, na Boa Vista, região central do Recife. Torcedores do time tricolor acusam integrantes da Torcida Jovem do Sport de ter feito a agressão. Nas redes sociais, a organizada do time rubro-negro negou participação na confusão.

Dois carros da Polícia Militar estavam no local, mas não conseguiram conter o ataque, segundo torcedores do Santa Cruz que foram agredidos. Eles afirmaram que os integrantes da Torcida Jovem entraram em confronto com a polícia.

A Polícia Militar informou que surpreendida pela invasão de um grupo formado por cerca de 80 pessoas, supostamente integrantes de uma das torcidas organizadas do Sport e dois dos agressores foram detidos. Entretanto, os suspeitos foram liberados porque não houve representação contra eles.

"Eles chegaram de forma bastante agressiva, usando pedras, paus e garrafas para atingir os torcedores que festejavam. De imediato, os policiais, que estavam posicionados em frente à igreja, partiram para cima na tentativa de contê-los. Ao mesmo tempo, tricolores também decidiram resistir aos invasores e teve início uma briga generalizada", informou a PM.

Policiais com motos patrulharam as ruas vizinhas ao Pátio de Santa Cruz para evitar novo ataque contra os torcedores do Santa Cruz. "Com o fim da confusão, a festa foi reiniciada, só se encerrando às 22h, por determinação dos policiais", explicou a polícia.

Torcedores do Santa Cruz relataram que os torcedores do Sport chegaram em motos e foram logo jogando pedras e pedaços de pau contra o grupo. Eles disseram que até tiros foram deflagrados supostamente pelos agressores.

"Em instantes, o pátio de Santa Cruz se tornou um cenário de guerra", relatou um torcedor do Santa, que pediu para ter a identidade preservada com medo de represálias.

O torcedor contou ao UOL que "todo tipo de objeto foi jogado pela torcida do Sport e nosso maior medo foi quando ouvimos tiros". "Até agora, estamos em choque, pois era uma comemoração em família, entre amigos, tinha criança jogando bola, mulheres sentadas nas cadeiras, tudo pacificamente até a chegada deles [torcedores do Sport]".

Em vídeos divulgados nas redes sociais, torcedores do Santa Cruz aparecem comemorando, cantando hinos relativos ao clube, e são interrompidos com a invasão de integrantes da torcida do Sport. As imagens terminam mostrando correria das pessoas, que são surpreendidas com o tumulto.

Segundo o Santa Cruz, crianças, idosos e outras pessoas ficaram feridas durante o ataque. O time não detalhou quantas pessoas ficaram feridas. A comemoração do aniversário do time tricolor no Pátio de Santa Cruz ocorre há vários anos e já se tornou tradição dos torcedores.

Santa Cruz e Sport repudiam ato

O Santa Cruz, em nota divulgada no Twitter, afirmou que repudia o "ato de violência e covardia" que ocorreu durante "um momento da nossa torcida", no Pátio de Santa Cruz, "local onde tudo começou."

"Repudiamos o ato de violência e covardia que ocorreu e exigimos das autoridades a punição aos responsáveis das agressões contra famílias, crianças e todos que estavam em uma celebração", disse o Santa Cruz, destacando que "isso não é futebol."

Na mesma publicação do time tricolor, o Sport respondeu que também repudia o ato de violência e que vai tomar providências para que envolvidos sejam "devidamente punidos".

Em nota oficial, o Sport Club do Recife ratificou ainda que "repudia completamente todo e qualquer ato de violência, principalmente no que foi visto na comemoração de aniversário do Santa Cruz". O time rubro-negro afirmou que vai procurar as autoridades para que os suspeitos das agressões sejam impedidos de frequentarem o estádio e as dependências do clube, localizado na Ilha do Retiro.

Torcida Jovem nega autoria das agressões

No Twitter, a Torcida Jovem do Sport negou que tenha participado do ataque aos torcedores do Santa Cruz e afirmou que "não compactua com o acontecido na noite de hoje". "Infelizmente, na sociedade em geral, existem pessoas disseminadas, capazes de usar de qualquer meio para se escorarem e praticarem atos como o que ocorreu no Pátio de Santa Cruz", destacou.

Futebol