PUBLICIDADE
Topo

Menor que anteriores, festa de Neymar tem celulares restritos a lista "VIP"

Beatriz Cesarini e João Henrique Marques

Do UOL, em São Paulo e Paris (FRA)

03/02/2020 12h54

A festa do aniversário de 28 anos de Neymar, realizada entre domingo e a madrugada de segunda-feira, em Paris, teve pouca exposição em rede social. O motivo é que os celulares da maioria dos convidados foram confiscados logo na entrada em uma medida para tornar o ambiente reservado. Apenas uma 'lista VIP' pôde usar o aparelho durante a comemoração. O evento ocorreu na casa noturna Yoyo, localizada próxima à Torre Eiffel, e teve a participação da família, amigos e o elenco do Paris Saint-Germain.

A precaução ao proibir o uso de celulares é avaliada pelo entorno de Neymar como um procedimento normal, comum em eventos de grandes personalidades. A medida não foi decisão do jogador, que nunca se mostrou incomodado com a superexposição em suas festas.

A prática adotada pela organização da festa foi a de guardar o celular do convidado em um envelope acompanhado com o nome da pessoa. Eles também eram informados sobre a presença de fotógrafos profissionais para registro da celebração.

Apenas algumas pessoas selecionadas tiveram a liberdade de permanecer com o celular durante toda a celebração. Esses convidados receberam duas pulseiras: uma branca e uma preta para indicar o uso do aparelho.

A festa de 28 anos ficou marcada para convidados como um ambiente mais calmo do que nas duas edições anteriores em Paris. O número de presentes foi baixo e o espaço também era pequeno.

Neymar também optou por criar um espaço reservado para os colegas do Paris Saint-Germain e as respectivas esposas. Nomes como Marquinhos, Cavani, Thiago Silva, Kylian Mbappé e Angel Di Maria participaram da celebração nesse 'camarote'. Nenhum integrante da comissão técnica da agremiação francesa esteve presente. A ideia foi deixar esses convidados mais à vontade para curtir a noite.

Como de costume, o 'parabéns' aconteceu antes da meia-noite. No momento, uma chuva de balões brancos e confetes pratas foram lançados por toda a pista do local que não contou com uma decoração especial para o evento. As atrações musicais ficaram por conta da dupla sertaneja Maiara e Maraisa, o pagodeiro Rodriguinho e os funkeiros Nego do Borel e MC Guimê

Na França, as festas de aniversário de Neymar foram motivos de críticas por grande parte da mídia, com avaliação de abuso em comemorações. O problema capital é que ela sempre acontece em período de preparação para a fase inicial do mata-mata da Liga dos Campeões - PSG encara o Borussia Dortmund, no dia 18 de fevereiro.

A comemoração deste ano também desagradou ao treinador do PSG, Thomas Tuchel, porque o time encara o Nantes nesta terça-feira, fora de casa, pelo Campeonato Francês. Como a festa de Neymar ocorreu até por volta das 4h da manhã de segunda-feira (horário local), o elenco se apresentou para o treinamento na véspera do jogo pouco mais de 10h após o encerramento da celebração.

"Sobre a festa de ontem eu aceito que é um pouco difícil de proteger os jogadores. Na minha opinião eu não posso pensar na festa para escalar a equipe contra o Nantes. Quem estava lá, quem saiu que horas, que horas chegaram em casa. Eu não posso falar disso. Eu sou o técnico e todos precisam chegar para o treino, precisam treinar sério e mostrar amanhã que somos capazes de fazer isso. Se é a melhor forma de preparar um jogo? Não, claramente! Mas se é a pior coisa que poderia acontecer, também não", comentou Tuchel em entrevista nesta segunda-feira.

Esporte