PUBLICIDADE
Topo

Mourinho leva a melhor sobre Guardiola e Tottenham vence o City em casa

Steven Bergwijn comemorando o gol do Tottenham com Son  - David Klein / Reuters
Steven Bergwijn comemorando o gol do Tottenham com Son Imagem: David Klein / Reuters

Do UOL, em São Paulo

02/02/2020 15h25

O duelo de José Mourinho e Pep Guardiola, fechando a 25ª rodada do Campeonato Inglês, terminou melhor para o português. Com um jogador a mais em campo, o Tottenham superou o Manchester City por 2 a 0 em casa. O último embate entre os dois técnicos aconteceu em 2018, na vitória do City sobre o Manchester United por 3 a 1, pelo Campeonato Inglês.

Definitivamente, o Manchester City foi mais perigoso que o Tottenham no primeiro tempo. Logo aos 14 minutos, o VAR precisou ser utilizado. Raheem Sterling pisou na canela de Dele Alli em dividida forte e, após revisão, o árbitro decidiu ficar apenas com o cartão amarelo. A decisão gerou revolta nos jogadores e na torcida do Tottenham.

Já o primeiro lance que assustou a torcida da casa foi aos 26. O City aproveitou o erro na saída de bola do Tottenham e Agüero recebeu de Mahrez antes de finalizar e a bola explodir na trave, com leve desvio na chuteira de Lloris.

O jogo ficou ainda mais quente na reta final do primeiro tempo. Aos 35, Agüero caiu na área após lance com Aurier e pediu pênalti, mas o jogo seguiu. Três minutos depois, porém, o árbitro resolveu marcar a penalidade após a revisão do VAR. Na cobrança, Gundogan cobrou no canto esquerdo e Lloris fez a defesa.

Na sequência do lance, o goleiro disputou a bola com Sterling e o inglês caiu na área, gerando outra confusão entre os jogadores das duas equipes. Após mais uma revisão do VAR, o lance foi considerado normal e o jogo seguiu.

Segundo tempo decisivo

Durante o segundo tempo, os torcedores do Tottenham vaiavam Sterling quando o jogador pegava a bola. O camisa 7 participou do lance que poderia ter gerado sua expulsão no primeiro tempo e o VAR foi muito criticado.

Aos 16, saiu o cartão vermelho que a torcida tanto queria, mas ele não foi para Sterling. Zinchenko matou um contra-ataque do Tottenham, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso.

E, na primeira finalização certa do Tottenham no jogo, veio o gol. Após levantamento no lado direito, Lucas Moura ficou com a sobra e tocou para o estreante Bergwijn, que dominou no peito e finalizou no canto esquerdo do gol de Ederson. Com um a menos em campo, o City passou a sofrer com a bola.

Dez minutos após o primeiro gol, Son ampliou a vantagem do Tottenham. Na jogada, Tanguy Ndombélé deu um passe no meio dos marcadores para encontrar Son. O coreano bateu rasteiro para fixar o placar em 2 a 0.

A equipe de Pep Guardiola seguia tentando furar o bloqueio do Tottenham com um homem a menos, mas não obteve sucesso até o apito final.

Vale lembrar que os dois times tiveram desfalques importantes na partida. Enquanto José Mourinho não pôde contar com Ben Davies, Harry Kane e Sissoko, Pep Guardiola teve como desfalques Leroy Sane, Mendy e Aymeric Laporte.

Agora, o Tottenham volta a campo na próxima quarta-feira (5), para enfrentar o Southampton pela Copa da Inglaterra. Já o Manchester City só joga no domingo (9), contra o West Ham, pela 26ª rodada do Campeonato Inglês.

Guardiola lamenta derrota do City

Mourinho comemora vitória e exalta estreia de Bergwijn

Esporte