PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

De Branco a Tite: Como CBF age para evitar que Martinelli defenda a Itália

Martinelli celebra gol marcado pelo Arsenal em partida contra o Sheffield United - Daniel Leal-Olivas/AFP
Martinelli celebra gol marcado pelo Arsenal em partida contra o Sheffield United Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP

Danilo Lavieri

Do UOL, em Bucaramanga (Colômbia)

02/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

Nos bastidores, a seleção brasileira trabalha intensamente para não perder Martinelli para os italianos. O atacante tem dupla cidadania e já declarou que ainda não sabe qual país vai defender. Toda a diretoria da CBF se movimenta nos bastidores para que o atacante do Arsenal opte pela camisa verde e amarela. Isso inclui comissão técnica e diretoria do time profissional e das categorias de base.

Branco está concentrado com a seleção brasileira sub-23 para o pré-olímpico e explicou que mantém conversas com o jogador desde o ano passado, quando ele ainda defendia o Ituano. O atacante chegou a ser convocado para a competição classificatória para os Jogos de Tóquio, mas não obteve liberação do clube inglês. Pepê ficou com sua vaga.

Antes disso, ele já foi convocado para defender outras vezes a seleção de base e foi chamado para integrar os treinos do time principal para a Copa América.

"A gente convocou o Martinelli para sub-18, e ele já chegou a treinar com o Tite. Posteriormente, até convocamos para a Olímpica, mas, infelizmente, o Arsenal não liberou. Eu falei com o Edu, mas ele não quis liberar", afirmou Branco, em entrevista na Colômbia.

"Ele tem um potencial que a gente vê desde o Ituano. A gente já falou com ele. O Juninho Paulista [coordenador de seleções] falou, eu falei, o Tite falou. Todo mundo falou para ele jogar pelo Brasil, que é país dele. Mas no futebol é assim. Da noite para o dia, foi lá, entrou e mostrou o seu potencial. Ele tem dupla cidadania, mas acho que no fundo no fundo ele vai optar pelo Brasil, por que é o país dele. Eu acho que as chances são grandes de ele continuar na seleção", completou.

Branco receberá, no início da semana, a companhia de Tite e Juninho Paulista. Os dois acompanharão de perto ao jogo da seleção brasileira sub-23 na estreia do quadrangular do Pré-Olímpico, diante da Colômbia. Depois, eles viajam para a Europa. Há, inclusive, uma visita programada de Juninho a Martinelli, como mostrou o Globo Esporte.

Depois, a seleção principal será representada na Colômbia por Cléber Xavier, que assistirá aos jogos contra o Uruguai e contra a Argentina. Os dois primeiros do quadrangular garantem vaga para os Jogos de Tóquio.

Seleção Brasileira