PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Ponte derrota Corinthians em Campinas em jogo com pênalti perdido por Luan

Do UOL, em São Paulo

30/01/2020 23h31

A Ponte Preta derrotou o Corinthians por 2 a 1 na noite de hoje (30) no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Os gols do time da casa foram marcados por Bruno Reis e Roger no primeiro tempo. Boselli diminuiu no começo da etapa final. Antes do intervalo, Luan desperdiçou um pênalti, que foi defendido pelo goleiro Ygor Vinhas, destaque do jogo.

O time de técnico Tiago Nunes chega ao segundo jogo sem vitória no Campeonato Paulista. Com quatro pontos, o Corinthians é o segundo colocado do Grupo D, atrás do Guarani, que tem a mesma pontuação, mas fica à frente pelo saldo de gols. O Red Bull Bragantino tem dois pontos. Já a Ponte Preta ocupa a segunda posição do Grupo A, com seis pontos, um atrás do Santos.

O Corinthians volta a campo no domingo (2) às 11h para enfrentar o Santos em Itaquera. O clássico é válido pela quarta rodada do Estadual. Já a Ponte Preta vai a Limeira medir forças com a Inter. O duelo será na segunda-feira (3) às 17h.

O melhor: Ygor Vinhas

O goleiro da Ponte Preta garantiu a vitória do time da casa. No primeiro tempo, defendeu o pênalti cobrado por Luan depois de acertar o canto esquerdo. Na etapa final, salvou uma cabeçada de Janderson. O arqueiro, que é reserva de Ivan (que está disputando o Pré-Olímpico pela seleção sub-23), ainda salvou um chute de Madson à queima-roupa da entrada da área.

O pior: Richard

O volante corintiano voltou a ser escalado por Tiago Nunes mesmo com Victor Cantillo à disposição —de última hora, é verdade. Richard não conseguiu repetir a boa atuação da estreia do time no Paulistão, contra o Botafogo, na semana passada. Além de não ajudar a dar ritmo ao meio-campo, ainda falhou no segundo gol da Ponte ao perder a bola na saída para o ataque. O volante deu lugar a Cantillo no intervalo.

Ponte pressiona e faz dois gols em sequência

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

O Corinthians, embora na condição de visitante, tomou a iniciativa do jogo. Em poucos minutos, deu dois chutes ao gol da Ponte, ambos com Boselli. O primeiro passou bem perto do travessão, enquanto o segundo foi parar nas mãos do goleiro Ygor Vinhas, que fez outra defesa fácil em seguida em conclusão de longe de Richard.

A Ponte Preta, aos poucos, corrigiu o posicionamento no meio-campo e passou a atacar o Corinthians, sobretudo pelas laterais, nas costas de Fagner e Sidcley. Aos 13, por exemplo, Bruno Rodrigues aproveitou um escorregão de Cássio e tocou por cima do goleiro. A bola saiu por pouco. Onze minutos depois, foi a vez de Jeferson assustar o time corintiano em novo chute perigoso para fora.

Os gols da Ponte saíram em sequência, após erros corintianos. Aos 39, Madson falhou na saída de bola. O time de Campinas retomou, e Bruno Reis ficou cara a cara com Cássio. O volante driblou o arqueiro e fez 1 a 0. No lance seguinte, Richard foi desarmado na frente da área. Roger recebeu na frente e ampliou o placar na saída de Cássio.

Luan perde pênalti

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

O Corinthians teve a chance de diminuir o prejuízo antes do intervalo, depois que Lazaroni derrubou Madson na área. Luan cobrou o pênalti, mas Ygor Vinhas defendeu. Na sequência do lance, o atacante corintiano desperdiçou outra grande chance ao concluir fraco de cabeça.

Corinthians muda postura e diminui

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

O time alvinegro voltou com Cantillo na vaga de Richard. O colombiano deu início à jogada do primeiro gol corintiano. Ele serviu Janderson pela esquerda e viu o garoto cruzar na medida para Boselli. O centroavante se esticou e conseguiu marcar.

Ygor Vinhas fecha o gol

O Corinthians manteve a postura nos minutos seguintes, mas parou nas defesas de Ygor Vinhas. Primeiro, em cabeçada de Janderson, que parou nas mãos de Ygor Vinhas. Com Cantillo ditando o ritmo do meio-campo, Everaldo, que entrou no lugar de Janderson, conseguiu finalizar com perigo aos 21, mas a bola passou rente à trave.

Seis minutos depois, em descida de Fagner, Boselli finalizou de cabeça e acertou a trave. Aos 35 minutos, Ygor Vinhas fez nova defesa importante, dessa vez em conclusão de Madson, que recebeu de Cantillo e bateu forte da entrada da área.

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Ramiro sai lesionado e preocupa

O técnico Tiago Nunes foi obrigado a fazer a primeira substituição logo aos 19 minutos da etapa inicial. Ramiro levou a pior numa divida no meio-campo e deixou o gramado com dores no joelho. O treinador corintiano, então, laçou Madson para atuar pelo lado direito do ataque. O problema com Ramiro acontece a menos de uma semana da estreia da Libertadores.

Reencontro em campo

O árbitro Thiago Duarte Peixoto voltou a trabalhar em um jogo do Corinthians depois de quase três anos. Em fevereiro de 2017, também pelo Paulistão, ele cometeu um erro ao expulsar injustamente o volante Gabriel em partida contra o Palmeiras. Thiago ficou um tempo na "geladeira" e aos poucos retomou o espaço no quadro da arbitragem paulista.

Cantillo no banco com a 24

Daniel Vorley/AGIF
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

O nome do volante colombiano apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF horas antes do jogo. O Corinthians registrou o jogador na FPF em seguida e, com isso, ele ficou à disposição de Tiago Nunes, que optou em deixá-lo no banco. Cantillo entrou no segundo tempo com o número 24 às costas. Na apresentação, ele tinha sido vetado pelo diretor de futebol Duílio Monteiro Alves. O atleta usou a 8 na Florida Cup, mas ficará mesmo com a 24 na temporada 2020.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 x 1 CORINTHIANS

Data: 30 de janeiro de 2020, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Público pagante: 4.037 (total: 4.338)
Renda: R$ 119.910,00
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Anderson de Moraes Coelho e Daniel Luis Marques (ambos de SP)
Cartões amarelos: Jeferson, Lazaroni e Cléber (Ponte Preta); Cantillo (Corinthians)

Gols: Bruno Reis, aos 39, Roger, aos 40 minutos do primeiro tempo, Boselli, aos seis minutos do segundo tempo.

PONTE PRETA: Ygor Vinhas; Jeferson, Trevisan, Cléber e Lazaroni; Dawhan, Bruno Reis e João Paulo (Danrlei); Bruno Rodrigues (Felipe Saraiva), Apodi (Mateus Anderson) e Roger. Técnico: Gilson Kleina

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Camacho e Richard (Cantillo); Ramiro (Madson), Luan e Janderson (Everaldo); Boselli. Técnico: Tiago Nunes

Futebol