PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Pepê, Fuchs e Dodô: quem pode aproveitar chance na seleção sub-23 na sexta

Pepê bate para fazer golaço contra o Uruguai, no Pré-Olímpico - Lucas Figueiredo/CBF
Pepê bate para fazer golaço contra o Uruguai, no Pré-Olímpico Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Danilo Lavieri

Do UOL, em Armênia (Colômbia)

30/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

André Jardine já avisou que a partida de amanhã (31) contra o Paraguai servirá para rodar o elenco. Como já tem garantia de classificação para o quadrangular final do Pré-Olímpico da Colômbia, o treinador da seleção sub-23 quer usar a última rodada da primeira fase para ver mais atletas em campo. E há uma lista dos atletas que têm tudo para causar a "dor de cabeça boa" para o técnico, com exceção dos dois volantes que estão bastante consolidados.

O principal setor mais questionado pela comissão e pela torcida é o da defesa. Insegura, ela mostrou fragilidade em momentos importantes contra a Bolívia na vitória por 5 a 3. O triunfo serviu para garantir a vaga, mas deixou um ponto de interrogação em alguns casos.

"O time do quadrangular vai ser aquele dos atletas que me convencerem que merecem um espaço, tanto nos treinos, mas principalmente nesses jogos", resumiu Jardine na última coletiva de imprensa.

Bruno Fuchs, jogador da seleção brasileira sub-32 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Bruno Fuchs

O zagueiro entrou no final do segundo tempo para reforçar a marcação e dar mais força no jogo aéreo. O atleta do Internacional deve ser titular contra o Paraguai ocupando o lugar de Robson Bambu, do Athletico, ou de Nino, do Fluminense. Se mostrar melhor qualidade na saída de bola, ele pode "usar" no campo que merece continuar entre os titulares.

Dodô, jogador da seleção brasileira sub-23 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Dodô

O lateral direito do Shaktar Donetsk recebe elogios durante o treinamento e pode ganhar uma chance porque Guga tem apresentado um pouco mais de dificuldades para se recuperar, de acordo com o próprio treinador. Ele já chegou até a ser poupado de alguns trabalhos. O atleta do Atético-MG fez gol na última rodada, mas participou diretamente de falhas que contribuíram para dois gols da Bolívia. Terceira opção para o setor após o corte de Emerson, do Betis, Dodô pode ganhar uma chance e se firmar se for bem.

Iago, jogador da seleção brasileira sub-23 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Iago

Convocado após a falta de liberação de Ayrton Lucas, o lateral do Augsburg deve receber uma chance no lugar de Caio Henrique, recém-contratado pelo Grêmio, que também apresentou algumas falhas na saída de bola. Ainda discreto nos treinos, Iago deve ser testado na posição para tentar fazer sombra a Caio.

Reinier, jogador da seleção brasileira sub-23 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Reinier

O jovem do Real Madrid entrou contra a Bolívia por conta da lesão de Pedrinho e pode receber uma nova chance de Jardine. Com um gol e uma assistência na última rodada, o atleta de 18 anos tentará melhorar seu desempenho para se firmar e justificar toda a expectativa que o cerca no Pré-Olímpico, especialmente após o investimento de 30 milhões de euros (cerca de R$ 136 milhões)para deixar o Flamengo. Ele prefere jogar no meio, mas ainda pode ser testado como falso 9 caso Matheus Cunha precise ser poupado.

Igor Gomes, jogador da seleção brasileira sub-23 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Igor Gomes

O meio-campista do São Paulo ainda não conseguiu entrar bem nas partidas que teve chance de sair do banco de reservas, mas pode começar como titular para honrar a confiança que tem de Jardine desde os tempos em que os dois trabalhavam juntos no Morumbi. Ele pode ser tanto um armador quanto um segundo homem de meio-campo. O problema é ter que competir com Bruno Guimarães e Matheus Henrique, que têm status de insubstituíveis.

Pepê, jogador da seleção brasileira sub-23 - Divulgação/CBF - Divulgação/CBF
Imagem: Divulgação/CBF

Pepê

O jovem do Grêmio já mostrou que tem estrela. Com menos de 45 minutos jogados no decorrer do torneio, ele já fez dois gols e justifica os elogios que recebe constantemente no treino, garantindo a vitória nas duas vezes que entrou em campo. Fazendo sombra em Paulinho e Antony, ele foi muito exaltado por Jardine publicamente, especialmente após o golaço que marcou contra o Uruguai.

Seleção Brasileira