PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira


Técnico da Bolívia detona arbitragem: "Brasil precisou de quinto zagueiro"

Cesar Farias, atual técnico da Bolívia, foi treinador do Cerro Porteño - REUTERS/Jorge Adorno
Cesar Farias, atual técnico da Bolívia, foi treinador do Cerro Porteño Imagem: REUTERS/Jorge Adorno

Danilo Lavieri

Do UOL, em Armênia, Colômbia

29/01/2020 00h58

O técnico da Bolívia, César Farias, detonou a arbitragem do argentino Facundo Tello. Em entrevista após a derrota por 5 a 3 para a seleção brasileira, ele destacou que o gol de Matheus Cunha deveria ter sido invalidado e lamentou a falta do árbitro de vídeo no Pré-Olímpico. A tecnologia esteve em discussão, mas acabou não usada.

O comandante ainda reclamou do tratamento dado a seus jogadores pelo árbitro e disse que sua equipe fez o Brasil terminar com três zagueiros em campo. André Jardine tirou Reinier e colocou Bruno Fuchs para reforçar o sistema defensivo com Bambu e Nino.

"Uma vergonha. Com o VAR não teríamos o segundo gol. Nos sentimos prejudicados pela arbitragem e pelo 4º árbitro. Ele não fez, ficava sempre reclamando com a gente. Entendo o peso, o peso do futebol brasileiro, mas nós somos uma Bolívia que trabalhou, que não desistiu, que o Brasil fez um 5º zagueiro, o Brasil terminou contando o relógio. Nós tentamos por todos os lados. O Brasil vem de uma folga e a gente vem jogando direto, temos essa dificuldade também. Se não tivesse o segundo gol impedido. Por isso a gente agradece que tem o VAR (nas Eliminatórias). Claro que a gente está triste com isso"

Apesar da revolta com a atuação de Tello, Farías destacou pontos posítivos na atuação da Bolívia. "A gente teve a chance de 1 a 1, 2 a 2, depois de 3 a 2. Tudo no primeiro tempo. No segundo tempo, a gente ficou com dez, o que é muito difícil e ainda assim pressionamos. A forma de dirigir aos jogadores bolivianos era algo que me surpreendeu. A gente queria o jogo. Fizemos o melhor jogo da competição, nos atrevemos, fomos atrás de jogo. São coisas positivas".

O Brasil vai à campo na sexta-feira já classificado enfrentar o Paraguai também em Armênia. Na sequência, disputa o quadrangular final, que classifica duas seleções para as Olímpiadas de Tóquio. A Argentina também está já classificada para a fase decisiva.

Seleção Brasileira