PUBLICIDADE
Topo

Odair faz 1º Fla-Flu e tenta repetir como técnico 'sorte' de quando jogava

Odair estreia em clássicos como técnico do Flu: na época de jogador, não perdeu para o Fla - Lucas Merçon/Fluminense FC
Odair estreia em clássicos como técnico do Flu: na época de jogador, não perdeu para o Fla Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

29/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Odair não perdeu Fla-Flus como jogador: em dois jogos, venceu um e empatou outro
  • No comando do Inter, entretanto, teve retrospecto ruim e acabou eliminado na Libertadores em 2019
  • Fluminense está 100% em 2020, com três jogos e três vitórias
  • Tricolor entrará em campo com o melhor que tem à disposição, apesar dos muitos desfalques
  • Miguel e Nenê devem formar o ataque em escalação 'diferente'
Classificação e Jogos

O Fluminense disputará seu primeiro clássico em 2020 justamente contra o maior rival, o Flamengo. Quem também fará a estreia no clássico será o técnico Odair Hellmann, que reencontrará o algoz de derrotas sentidas na última temporada, quando comandava o Internacional. Com a camisa do Flu, entretanto, o ex-volante levou sorte: não perdeu nos dois Fla-Flus que disputou.

Em seus tempos atuando no meio de campo tricolor, em 1999, Odair jogou duas vezes contra o Rubro-Negro. Na primeira, como titular, 1 a 1 em jogo emocionante. No segundo confronto, o então volante entrou na segunda etapa da vitória por 2 a 0, construída com gols de Júlio César e Roni ainda no primeiro tempo.

Como treinador, entretanto, a sorte não sorriu para ele em seus confrontos comandando o Inter. Em seis jogos contra o Fla, Hellmann conseguiu apenas duas vitórias, além de um empate e três derrotas. Uma delas foi mais sofrida: a eliminação nas quartas de final da Libertadores, competição que o hoje rival acabou campeão.

Agora à frente do Tricolor, Odair Hellmann está invicto em 2020. São três jogos e três vitórias, ainda que os desfalques sejam muitos: jogadores disputando o Pré-Olímpico da Colômbia, poupados, lesionados ou não regularizados. Líder do Grupo B da Taça Guanabara com nove pontos, o Fluminense deve ir a campo com força máxima. O rival Flamengo jogará com uma equipe formada por jovens do sub-20.

"Em se tratando de clássico, não está escrito time A, time B, sub-20... É Fla-Flu. Nós representamos o Fluminense, um grande time, e sempre entraremos com a responsabilidade de vencer. Se eles estivessem com time titular, não seria diferente. Vamos entrar com força total. Sabemos que será um jogo difícil, tanto que o Flamengo tem feito um bom campeonato até aqui, segue invicto. Nossa obrigação é entrar sempre para vencer, dar nosso máximo e honrar as cores do Fluminense", declarou Hellmann.

Para o jogo, o treinador deve fazer mudanças na equipe, que seguirá sem seu camisa 10, Paulo Henrique Ganso. Além dele, o zagueiro Matheus Ferraz, o lateral esquerdo Mascarenhas e o volante Yuri serão preservados. No meio de campo, os reforços Henrique, Hudson e Yago Felipe devem atuar juntos pela primeira vez, por trás do experiente Nenê e do jovem Miguel.

O Flu deve entrar em campo com Muriel, Gilberto, Luccas Claro, Digão e Egídio; Henrique, Hudson, Yago Felipe e Matheus Alessandro; Nenê e Miguel. A ideia é que a dupla de "avô e neto" atue por dentro, à frente de uma linha de quatro jogadores, que por vezes formará um losango.

Fluminense