PUBLICIDADE
Topo

Copa da Liga Inglesa - 2020


City perde com gols anulados pelo VAR, mas elimina United e vai à final

O brasileiro Fred, do Manchester United, disputa a bola com De Bruyne, do Manchester City - Simon Stacpoole/Offside/Offside via Getty Images
O brasileiro Fred, do Manchester United, disputa a bola com De Bruyne, do Manchester City Imagem: Simon Stacpoole/Offside/Offside via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/01/2020 18h39

Classificação e Jogos

O Manchester City perdeu em casa para o Manchester United hoje, por 1 a 0, mas está na final da Copa da Liga Inglesa. O time de Pep Guardiola havia vencido a partida de ida por 3 a 1, de modo que levou vantagem no placar agregado e se classificou mesmo com a derrota.

Nemanja Matic fez o único gol da noite, mas foi expulso no segundo tempo por parar contra-ataque de Gundogan. O City, por outro lado, teve dois gols anulados pelo VAR, com Sterling e Agüero.

No dia 1 de março, no estádio de Wembley, em Londres, o City disputará a decisão da Copa da Liga contra o Aston Villa, que eliminou o Leicester.

Os Diabos Vermelhos do United só despertaram para a partida aos 35 minutos do primeiro tempo, quando Fred bateu falta com levantamento para a área, e Matic pegou o rebote. O sérvio chutou rasteiro de primeira, sem dominar, e abriu o placar acertando o cantinho da meta de Bravo.

O gol acalmou um jogo que, até então, pendia para o lado do City. Antes de Matic marcar, De Gea fez milagre algumas vezes e impediu o time rival de ampliar a vantagem construída no primeiro confronto. Aos sete minutos, o goleiro espalmou um cabeceio cruzado de Agüero; segundos depois, ele defendeu um chute de Mahrez com o pé.

Do céu ao inferno: Matic fez o único gol do jogo, mas foi expulso no segundo tempo - Alex Livesey - Danehouse/Getty Images
Do céu ao inferno: Matic fez o único gol do jogo, mas foi expulso no segundo tempo
Imagem: Alex Livesey - Danehouse/Getty Images

Agüero, por sinal, deve ter pesadelos com De Gea: embora tenha se classificado para a final, o argentino sofreu com o goleiro. Ainda no primeiro tempo, aos 16 minutos, ele carregou a bola, tabelou com Sterling e chutou, mas viu o goleiro fazer uma defesa sensacional e impedir o gol.

O City chegou a empatar aos 41 do primeiro tempo, quando De Bruyne cruzou para Sterling, mas a arbitragem de vídeo viu impedimento e anulou o gol. Porém, a melhor chance do time de Guardiola ocorreu aos 12 da etapa final.

Sterling ficou cara a cara com David de Gea, mas decidiu driblar o goleiro — e todos os defensores que encontrou pela frente —, o que, naturalmente, atrasou sua conclusão. Quando o atacante finalmente chutou, errou o alvo.

A entrada de David Silva no segundo tempo fez o Manchester City voltar ao jogo com intensidade, mas a equipe logo desperdiçou outra oportunidade inacreditável. Maguire perdeu a bola aos 28, Silva a dominou e tocou para Gundogan, que foi desarmado pelo próprio zagueiro inglês.

A vantagem dos citizens cresceu quando Matic parou contra-ataque de Gundogan com falta, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Sem um atleta que regia o meio-campo, o United ficou mais vulnerável na defesa e menos incisivo no ataque. No entanto, o gol de Agüero aos 38 foi anulado pelo VAR por impedimento.