PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Mauro: "Falta do 'algo mais' do São Paulo não é do técnico, vem de cima"

Mauro: "Não justifica no 1º clássico, com sua torcida, jogar no contra-ataq

UOL Esporte

Do UOL

Em São Paulo

28/01/2020 04h00

O zagueiro equatoriano Arboleda causou um dos momentos turbulentos do São Paulo durante as férias ao ser fotografado vestindo uma camisa do rival Palmeiras, motivo que causou protestos dos torcedores são-paulinos na estreia pelo Campeonato Paulista e ironias dos palmeirenses no clássico disputado no domingo em Araraquara.

Durante o primeiro bloco do podcast Posse de Bola #17, Arnaldo Ribeiro citou como problemas da gestão de Fernando Diniz no comando técnico do São Paulo a falta de resultados e de entrega. E Mauro Cezar Pereira usou o caso de Arboleda para apontar que a postura do time também está ligada ao trabalho da diretoria do clube.

"Eu acho que o problema da falta desse algo mais não é do técnico, acho que vem de cima. Eu duvido que o Arboleda pusesse a camisa do Palmeiras, se ele estivesse num ambiente com dirigentes que exigissem mais. E quando eu falo de exigir mais, não é o cara que vai estar com a chibata", disse Mauro Cezar.

"Se ele jogasse na Juventus de Turim, ia fazer isso? Ia vestir a camisa do Milan? Não ia vestir. Se ele jogasse no Bayern de Munique, ele ia vestir a camisa do Schalke 04 ou do Borussia Dortmund? Não ia vestir. Não se admite isso, e não vou nem falar dos times argentinos, que ele nem pisaria mais no país ou na cidade. Imagina, o cara vestindo a camisa do Boca e joga no River, não tem o menor cabimento. Não passa na cabeça do cidadão. Acho que isso acontece por uma certa tolerância, uma certa permissividade, falta às vezes um pouco mais de cobrança, cobrança profissional", completou.

Mauro também criticou a resposta dada por Diego Lugano, dirigente do São Paulo, que disse que o zagueiro foi ingênuo e não sabia que estava vestindo a camisa do Palmeiras na ocasião.

"O caso do Arboleda é um: 'Ah, ele não entendeu, não sabia'. Não tem que passar pano, isso é um absurdo. Ele sabia o que ele estava vestindo. E acho que tem um certo simbolismo. Por que o São Paulo tolera isso? Faz o quê? Não sabe o que faz, talvez até rescinda com o jogador, mas não pode aceitar", finalizou.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol