PUBLICIDADE
Topo

D'Alessandro desabafa e mostra mágoa com críticas: "Peço respeito"

D"Alessandro pediu respeito após brilhar em campo pelo Internacional - Ricardo Duarte/Inter
D'Alessandro pediu respeito após brilhar em campo pelo Internacional Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

26/01/2020 22h20

Classificação e Jogos

D'Alessandro mostrou mágoa e desabafou em entrevista coletiva. Depois de marcar um gol e dar duas assistências na vitória por 3 a 1 do Inter sobre o Pelotas, hoje (26), pela segunda rodada do Gauchão, o meia, que agora atua como segundo atacante, pediu respeito.

O que desagradou D'Alessandro foram comentários que ele ouviu na imprensa sobre sua relação com o técnico Eduardo Coudet e um suposto peso disso na participação no time. D'Ale disse que o tom das críticas foi desrespeitoso.

"Eu não acho nada, quem acha que estou aqui por ser amigo dele (Coudet) é a imprensa. Continuam falando. Peço mais respeito ao meu trabalho. Tenho 20 anos de carreira, tem que respeitar, 20 anos de carreira não é pouco. Tive que correr atrás, estrear com caras na minha frente como Aimar, Ortega, Gallardo... Peço respeito. Depois, se tiver que criticar quando se joga mal, faz parte do jogo", disse o jogador na zona mista do Beira-Rio.

D'Ale não quis dizer a quem se referia ou onde havia acompanhado tais críticas.

"Sempre foi assim comigo. Eu acho que nunca fui reconhecido por alguns setores da imprensa pelo meu trabalho. Sinto isso, pelo menos, posso estar errado. O que eu penso é isso, a consideração pelo meu trabalho. Depois, nunca fiquei chateado por críticas ao futebol, jogar bem ou mal, mas acho que a esta altura, com 38 anos, 20 anos jogando bola, eu preciso falar algumas coisas", desabafou.

D'Ale foi destaque absoluto com a bola rolando. Deu um lançamento perfeito para o gol de Edenilson, cruzou para o gol de Guerrero e fez um golaço de falta. Foi elogiado pelo técnico Eduardo Coudet em entrevista coletiva.

"Não estou falando porque fiz um gol e nós fizemos um belo jogo. É começo de ano e acho que, por ser um dos líderes do grupo, com tantos anos de clube, é bom atender vocês. Temos que falar que temos um caminho longo pela frente, que não vai ser fácil, teremos mais pressão com duas fases da Libertadores que não queríamos ter. Podemos começar o ano muito mal, então não podemos dar brecha. Nosso foco é continuar crescendo, fazendo um bom Gauchão, mas com foco na Libertadores", completou.

O Internacional tem 100% de aproveitamento no Estadual. Na próxima quarta-feira encara o São Luiz, em Ijuí.

Internacional