PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Qual o futuro deles? 8 negócios empacados no mercado e atletas sem destino

Rony, atacante do Athletico-PR, está na mira do Palmeiras no mercado da bola - Jason Silva/AGIF
Rony, atacante do Athletico-PR, está na mira do Palmeiras no mercado da bola Imagem: Jason Silva/AGIF

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

25/01/2020 04h00

O mercado da bola do futebol brasileiro já movimentou milhões de reais em 2020. Porém, ainda há negociações longe de um desfecho e que se tornaram verdadeiras novelas na janela de transferências.

O UOL Esporte traz uma lista com atletas que estão em novelas no mercado da bola 2020. Veja, abaixo, os nomes:

Rony

O atacante Rony ainda não definiu o futuro na temporada. O Palmeiras fez uma proposta de 6 milhões de euros (R$ 27,6 milhões na cotação atual) por 50% dos direitos econômicos do jogador. O Verdão quer parcelar o montante, o que não agrada Mario Celso Petraglia. No entanto, o Athletico-PR exige que o valor seja pago à vista. O futuro do atleta ainda não foi definido. Não à toa ele protagoniza uma novela na janela de transferências. Ainda há uma discussão sobre o percentual da transferência que ficará com o jogador e seu estafe.

Gabigol

RICHARD CALLIS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: RICHARD CALLIS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A oferta do Flamengo por Gabigol, inicialmente aceita pela Internazionale, ainda no ano passado, é de aproximadamente 16 milhões de euros por 80% dos direitos. Na última terça-feira (21), na coletiva de apresentação de Michael, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz, confirmou que entre clube e jogador está fechado o acordo para um novo contrato. O impasse envolve o time italiano, que deseja mudar os termos do negócio, conforme antecipado pelo UOL. A intenção do clube de Milão é ficar com o menor percentual possível sobre o atacante, sejam 10% ou até 5%. Para tal, obviamente, deseja mais alguns euros.

Cleiton

Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

O goleiro Cleiton está na seleção brasileira sub-23 na disputa do Pré-Olímpico da Colômbia. Ele já sinalizou com a intenção de deixar o Atlético-MG para jogar no Red Bull Bragantino. A transferência será de 5 milhões de euros (R$ 23 milhões) por 70% dos direitos econômicos do atleta. Há uma discussão sobre o montante que ficará com o Galo e o percentual de uma futura transferência. Os mineiros devem embolsar cerca de 4,5 milhões de euros e ter 20% de uma venda futura.

Juan Cazares

Alessandra Torres/AGIF
Imagem: Alessandra Torres/AGIF

O meia-atacante do Atlético-MG recebeu uma proposta do Al-Ain de US$ 2,8 milhões (R$ 11,7 milhões). O Galo pediu três milhões de euros (R$ 13,83 milhões) para liberar Cazares. No entanto, os árabes recusaram atender à exigência atleticana. O camisa 10 pediu para se ausentar dos jogos da equipe durante as negociações e sequer entrou em campo em 2020. O equatoriano não tem o futuro definido no mercado da bola.

Diego Tardelli

Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Depois de rescindir o seu contrato com o Grêmio, o atacante não tem futuro definido. O UOL Esporte apurou que alguns clubes brasileiros fizeram contato com o estafe do jogador, mas ainda não houve proposta oficial para contratá-lo. Aos 34 anos, o atleta aguarda uma oferta para definir se ficará no Brasil ou se pode voltar ao exterior para a sequência da carreira. No fim do ano passado, ele pensou em se aposentar, mas a ideia não foi para frente.

Thiago Neves

Thiago Neves rescindiu o seu contrato com o Cruzeiro durante essa semana. Ele tem oferta do Grêmio e está perto de se transferir para o clube de Porto Alegre. A situação, no entanto, ainda não foi definida, conforme apurado pelo UOL Esporte. Ele também havia despertado o interesse de Boca Juniors, River Plate e Al Hilal.

Elias

Elias teve a saída confirmada do Atlético-MG após três anos. Ele foi liberado da apresentação para o início da pré-temporada, que ocorreu em 8 de janeiro na Cidade do Galo. O diretor de futebol Rui Costa foi o responsável por comunicá-lo. O volante tem vínculo até 31 de janeiro de 2020. No entanto, está liberado para procurar um novo clube. Há interessados no Brasil e no exterior em contar com o meio-campista de 34 anos, conforme apurado pelo UOL Esporte.

Fredy Guarín

O Vasco tem um impasse para renovar o contrato do meia Guarín. Destaque do clube no fim da temporada, o colombiano de 33 anos ficou chateado com os salários atrasados e impôs uma condição para negociar sua permanência em São Januário para 2020: receber o que tem direito. Ele ainda não tem o futuro definido. O estrangeiro recebeu uma oferta do clube e cogita a permanência por mais uma temporada.

Futebol