PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Como Tiago Nunes fez a bola do Corinthians, enfim, chegar a Boselli

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

O atacante Mauro Boselli marcou quatro gols - três anotados e um impedido - na goleada do Corinthians contra o Botafogo por 4 a 1, ontem (23), na Arena de Itaquera, na estreia do Alvinegro no Campeonato Paulista 2020. O argentino é o mais favorecido até o momento com a chegada de Tiago Nunes e a saída de Fábio Carille. Boselli foi o único jogador que reclamou publicamente em 2019 da retranca de Carille e chegou a dizer que não ficaria no clube caso continuasse prejudicado taticamente.

O UOL Esporte conversou com profissionais do departamento de futebol do Corinthians para entender como Tiago Nunes, enfim, fez a bola chegar para o argentino. O principal fator é que Tiago trabalha para a 'última bola'. No linguajar dos boleiros isto significa que ele arma o time visando deixar os atacantes em condições claras de gol. Ele inicia o objetivo na saída da defesa e no meio-campo até a bola chegar para o ataque finalizar. Todo treinamento tem esta finalidade.

Boselli também é favorecido com uma espécie de positiva obsessão de Tiago Nunes em relação ao 'jogo vertical'. Ele cobra o jogo em direção ao gol do adversário a todo momento nos treinamentos. Quase não há treinamentos sobre posse de bola.

Tiago Nunes ainda pede que os meias e os laterais infiltrem sempre que estão com a posse de bola. Ele não quer ninguém parado em campo. O treinador cobra movimentação os 90 minutos e, com isso, os espaços vão aparecendo no jogo.

Outro detalhe importante internamente na metodologia de trabalho de Tiago Nunes é que o ele treina situações de jogo, trabalho que, segundo os profissionais do Corinthians, transmite confiança ao jogador.

Somando tudo isso, os profissionais do clube paulista destacam a qualidade de Boselli. Para eles, se a bola chegar, o argentino dificilmente perde gol.

"O Mauro (Boselli) é muito conhecido, veio porque reconhecidamente faz muitos gols, ele tem aproveitamento muito bom de finalização, e é uma disputa muito boa com Love, Gustavo, e esse aproveitamento é o que dá pra ele a condição de titular e a continuidade de escalação no próximo jogo", afirmou Tiago Nunes.

Segundo Footstats, Boselli finalizou quatro vezes no gol, todas no alvo, um dos sinais que mostram que o atacante recebeu a bola em boas condições. Foram 14 finalizações do Corinthians no total, oito em direção ao gol. A posse de bola foi de 66% no jogo contra o Botafogo.

Corinthians