PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Grêmio amplia busca por centroavante e avalia nome de Diego Souza

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

23/01/2020 04h00

Diego Souza, livre no mercado da bola depois de rescindir com o Botafogo, virou opção de reforço para o ataque do Grêmio. Sem encontrar centroavante disponível e acessível, o clube gaúcho passou a analisar o nome do ex-jogador de Palmeiras, São Paulo e Sport. O problema é que a possível contratação divide opiniões na Arena, em Porto Alegre.

Segundo apurou o UOL Esporte, o nome de Diego Souza não é unanimidade no Grêmio pelo desempenho recente. Existe temor, também, pelo acúmulo de jogadores acima dos 30 anos no elenco. Thiago Neves, que rescindiu com o Cruzeiro, deve ser anunciado como sexto reforço.

Diego Souza e Thiago Neves estão com 34 anos. O plantel comandado por Renato Gaúcho já conta com Vanderlei, 35 anos, Victor Ferraz aos 32, Geromel 33 e Maicon aos 34 anos.

A favor do ex-meia e agora atacante a lista de características. Os atributos físicos se encaixam naquilo que Renato Portaluppi busca para o time: imposição para atuar dentro da área.

"O Diego Souza todo mundo sabe das qualidades dele. Não teve um ano muito bom? Bom, quem conhece futebol sabe os motivos. Se perguntar para dez treinadores, no mínimo cinco vão querer trabalhar com ele. Hoje em dia se tem problemas até em termos de seleção. Imagina nos clubes. Loucuras o Grêmio não vai fazer. Não vamos pagar 10, 15 milhões de euros por um jogador e salário de R$ 1 milhão. Se for ver no Brasil, é difícil Agora, alguém tem que chegar. Quando a gente traz um jogador, traz na esperança de que ele possa render tudo. Nem sempre se consegue", disse Renato Gaúcho ao ser perguntado sobre a chance de contratação.

Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, foi evasivo e chegou a dizer que era um negócio 'complicadíssimo'. Depois, mudou o termo e mais adiante voltou a colocar obstáculos.

"Essa situação é absolutamente complicadíssima e não temos esse debate no Grêmio. Nem com o Botafogo e nem com o jogador. Não vou dizer que não poderá haver, ele teve passagem pelo Grêmio excepcional. Quem repatriou ele foi exatamente o Grêmio, depois foi para o Palmeiras e por onde passou foi campeão. É um jogador extremamente hábil, tem características importantíssimas, mas posso adiantar com segurança absoluta que o Grêmio não tem negociação nenhuma com esse jogador no momento", afirmou o dirigente.

"Primeiro lugar, a avaliação do Grêmio. Depois, se tiver avaliação positiva, acertar com ele ou com o Botafogo, sei lá. Por isso, não posso dizer nada além de dizer que como não tem avaliação e perspectiva de negócio com ele, dificílimo é", completou o dirigente.

Nas últimas semanas, o Grêmio analisou nomes de atacantes no mercado e não avançou. Depois de sair da disputa por Pedro, que foi emprestado pela Fiorentina ao Flamengo, o clube gaúcho sondou Gilberto, do Bahia, e também analisou Gustagol, do Corinthians. Observou Everaldo, ex-Chapecoense e agora no Kashima Antlers, do Japão.

Futebol