PUBLICIDADE
Topo

Como, de longe, Pedrinho evita desespero do Corinthians no mercado da bola

Meia Pedrinho, do Corinthians, defendendo a seleção brasileira sub-23 no Pré-Olímpico na Colômbia - Juan BARRETO / AFP
Meia Pedrinho, do Corinthians, defendendo a seleção brasileira sub-23 no Pré-Olímpico na Colômbia Imagem: Juan BARRETO / AFP

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/01/2020 04h00

Após negociação com Michael, ex-Goiás e que acertou com o Flamengo, sem sucesso, o Corinthians decidiu contratar um atacante somente se aparecer o que classifica como 'boa oportunidade' no mercado da bola. Um dos motivos que evita o desespero por reforços é Pedrinho, que defende a seleção brasileira no Pré-Olímpico da Colômbia.

Segundo apurou o UOL Esporte, o técnico Tiago Nunes pretende testar Pedrinho na função que seria de Michael e hoje é ocupada por Janderson no ataque corintiano.

Pedrinho, aliás, pode atuar em qualquer posição da 'linha de três' que fica atrás do centroavante. No entanto, a prioridade de Tiago Nunes é manter Luan centralizado. O camisa 7 foi um dos destaques do Corinthians na Flórida Cup ao marcar dois gols em sua estreia.

Sendo assim, Pedrinho deve reassumir a posição de titular no time atuando pelos lados do campo. Tudo indicava que ele voltaria a exercer a função do lado direito, posição em que mais atuou desde que foi promovido ao profissional do Corinthians.

No entanto, Ramiro agradou a Tiago Nunes e comissão técnica nos Estados Unidos e, se mantiver o desempenho no início do Campeonato Paulista, pode ser mantido no time. Com isso, Pedrinho pode ser testado do lado esquerdo, na vaga de Janderson, que teve atuação discreta no primeiro jogo [vitória contra o New York City] e apagada no segundo [derrota para o Atletico Nacional].

Tiago Nunes também não descarta modificar o esquema tático para a entrada de Pedrinho, quando ele voltar da seleção olímpica. Além das opções pelas beiradas de campo, a ideia utilizá-lo no esquema 4-4-2, com ele e Luan e por dentro.

"Pedrinho tem condição de jogar dos dois lados, tem qualidade técnica para isso. Ele tem dificuldade no confronto, no choque, é um jogador que precisa estar bem mentalmente e ocupar os espaços para fugir desse choque. Ele tem qualidade para jogar nas duas, mas pode fazer composição com dois meias ou vir de fora. Depende de como ele vai se encaixar", explicou Tiago Nunes em sua chegada ao Corinthians.

Enquanto Pedrinho está ausente, Tiago Nunes conta com Janderson, Everaldo, Davó e o jovem Madson, recém-promovido do sub-23, como opções pelos lados. Tiago Nunes e sua comissão técnica também estão atentos com os atacantes que podem se destacar na Copa São Paulo.

Rony: caro e descartado

Rony, um dos atletas de confiança de Tiago Nunes no Athletico, foi descartado rapidamente após o Timão descobrir os valores: 12 milhões de euros (cerca de R$ 54,2 milhões), bem mais caro que Michael, o 'plano A' para o setor, já que o Timão chegou ao seu limite com uma proposta de 5 milhões de euros (R$ 22,5 milhões) ao Goiás por 50% dos direitos econômicos e mais alguns atletas.

Além de Rony, o Corinthians avaliou a contratação do colombiano Dájome. Mas, o atacante que se destacou pelo Independiente del Valle, do Equador, em 2019, assinou pré-contrato com o Vancouver Whitecaps, clube do Canadá que disputa a MLS, liga norte-americana.

Futebol