PUBLICIDADE
Topo

Por Rony, Palmeiras desperta para o mercado da bola e mostra 'velho' poder

Rony, atacante do Athletico Paranaense e na mira do Palmeiras para 2020 - Miguel Locatelli
Rony, atacante do Athletico Paranaense e na mira do Palmeiras para 2020 Imagem: Miguel Locatelli

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Palmeiras se mobiliza para contratar Rony, destaque do Athletico, e mostra a "velha" força no mercado.
  • A diretoria palmeirense não vai "cometer loucuras", mas aguarda o Athletico para avançar no negócio.
  • Primeiro jogador que o Palmeiras apresentou proposta para 2020, Rony foi peça importante no título da Copa do Brasil de 2019.
  • Pela primeira vez desde 2010, o Palmeiras virou um ano sem anunciar reforços.
  • Clube adotou uma postura de reduzir elenco e só ir ao mercado para procurar peças importantes, como Rony.

Protagonista do mercado da bola desde 2015, quando corrigiu os problemas financeiros e começou a contar com o aporte do patrocínio da Crefisa, o Palmeiras começou 2020 tímido, com o objetivo de enxugar o elenco. Com esta estratégia quase concluída, a equipe despertou para mostrar o "velho" poder na disputa por Rony, atacante destaque do Athletico.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, o Palmeiras apresentou uma proposta para contratar o jogador, peça importante na equipe campeã da Copa do Brasil de 2019. O clube alviverde aguarda resposta dos curitibanos, mas surge com força para levar o atleta, que acabou rebaixado pelo próprio Athletico para o time de aspirantes.

Desde o anúncio do Flamengo em relação à contratação de Michael, revelação do Brasileirão de 2019, Rony se tornou o nome mais badalado do mercado no Brasil. Ponta criativo, o jogador fez a melhor temporada da carreira pelo Athletico em 2019 e se valorizou no mercado nacional.

O camisa 7 do Athletico é o primeiro jogador que o Palmeiras buscou diretamente no mercado, com consulta e proposta a outro clube. Esta situação hoje é incomum no lado alviverde. Desde 2010, o clube de Palestra Itália não virava um ano sem contratar um atleta, depois de ter aberto as portas da Academia para a saída de diversos atletas de seu elenco.

O Athletico exige 12 milhões de euros (R$ 55 milhões) por 100% dos direitos econômicos do atacante, que possui contrato até 2021. Esta proposta, entretanto, está descartada. O Palmeiras quer o jogador, mas evitará qualquer "loucura" para reforçar o ataque com Rony.

A conversa atual trata de 50% destes direitos, mais ou menos R$ 27 milhões, para o atleta deixar Curitiba. Ao mesmo tempo, o Palmeiras observa o atacante definir questões jurídicas do atual contrato com o Athletico para avançar. Há divergência sobre esta divisão entre o estafe do atacante e a diretoria rubro-negra.

A ação por Rony com proposta na mesa do Athletico já posiciona o Palmeiras em vantagem ao rival Corinthians, que nega o interesse no jogador, fundamental com Tiago Nunes, atual comandante corintiano, no clube paranaense.

Além das condições financeiras fortes, fruto das últimas administrações, do poderio financeiro do patrocínio da Crefisa e agora com a redução do elenco, há nomes que agradam ao Athletico na Academia de Futebol e poderiam aparecer em uma eventual negociação.

Bancado por Vanderlei Luxemburgo e provável titular do Palmeiras na estreia do Campeonato Paulista, marcada para quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), em Itu, Raphael Veiga teve passagem de sucesso, por empréstimo, e possui prestígio pelos lados da Arena da Baixada.

Palmeiras