PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2019/2020

David Luiz é expulso contra Chelsea, mas Martinelli salva Arsenal em empate

David Luiz é expulso em clássico entre Chelsea e Arsenal - Ashley Western/MB Media/Getty Images
David Luiz é expulso em clássico entre Chelsea e Arsenal Imagem: Ashley Western/MB Media/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/01/2020 19h07Atualizada em 22/01/2020 09h08

Uma versão alternativa da popular "lei do ex" quase definiu o clássico entre Chelsea e Arsenal, mas os times ficaram no empate por 2 a 2. De volta a Stamford Bridge, agora com a camisa dos Gunners, o brasileiro David Luiz foi expulso após cometer pênalti e deu a vantagem ao ex-clube. Jorginho e Azpilicueta fizeram os gols azuis, mas Gabriel Martinelli aproveitou falha de Kanté para empatar, e Bellerin selou a igualdade de vez.

O resultado não mudou a situação do Chelsea na tabela do Campeonato Inglês: o time ainda é o quarto colocado, com 40 pontos, mas perdeu a chance de diminuir a distância para a terceira posição, ocupada pelo Leicester com 45 - vale destacar, porém, que os Blues jogaram uma partida a mais. O Arsenal aparece mais para baixo, no 10º lugar, com 30.

O Arsenal segurou o Chelsea até os 25 minutos do primeiro tempo, quando Abraham driblou o goleiro Leno, tentou posicionar o corpo para empurrar a bola para o gol e foi travado por David Luiz, que cometeu pênalti e recebeu o cartão vermelho direto, sem qualquer advertência anterior.

A expulsão veio acompanhada de uma curiosidade: antes de hoje, David Luiz só havia recebido um cartão vermelho em sua carreira na Premier League, justamente contra o Arsenal, em 2017, quando ainda defendia a camisa do Chelsea. Hoje, estava do outro lado.

Jorginho, brasileiro naturalizado italiano, chutou no canto esquerdo do goleiro e converteu a cobrança com categoria. Leno até saltou para o lado certo, mas não conseguiu alcançar a bola.

chelsea gol - Mike Hewitt/Getty Images - Mike Hewitt/Getty Images
Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

Considerando o fato de que o Arsenal não conseguia levar perigo até então, o empate foi fruto de um contra-ataque inacreditável — e contou com falha de um personagem que não costuma falhar.

Aos 18 minutos do segundo tempo, após um escanteio mal cobrado pelo Chelsea, Gabriel Martinelli deu o bote e cruzou todo o campo na correria; no meio do caminho, o brasileiro adiantou demais a bola e esteve perto de perdê-la, mas Kanté escorregou no momento do desarme e permitiu que o jogador dos Gunners continuasse.

E ele continuou. Quando chegou na frente de Arrizabalaga, o atacante brasileiro chutou rasteiro, na saída do goleiro rival, e fez explodir a festa do lado vermelho do Stamford Bridge.

arsenal - Mike Hewitt/Getty Images - Mike Hewitt/Getty Images
Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

Vale destacar que o gol do primeiro empate saiu em um momento pouco produtivo para o Arsenal, que já tinha um homem a menos, seguia dominado pelo Chelsea e ainda não tinha tido qualquer chance clara de marcar; ou seja, a arrancada de Martinelli deve ser muito comemorada.

Leno barrou várias investidas do Chelsea e impediu o time rival de consolidar a vitória. Aos 35 do segundo tempo, por exemplo, ele saltou para defender um bom cabeceio de Barkley. Embora não tenha conseguido evitar o tento de Azpilicueta aos 40 minutos, o goleiro foi salvo por Bellerin, que chutou rasteiro aos 42 e empatou pela última vez.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o quinto parágrafo, o goleiro do Arsenal no jogo era Leno, e não Arrizabalaga. A informação foi corrigida.