PUBLICIDADE
Topo

Odair usa três volantes em estreia do Flu e já recebe críticas da torcida

Odair Hellmann rechaçou rótulo de retranqueiro em apresentação, mas usou três volantes em estreia do Fluminense - Lucas Merçon/Fluminense FC
Odair Hellmann rechaçou rótulo de retranqueiro em apresentação, mas usou três volantes em estreia do Fluminense Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/01/2020 04h00

O Fluminense tinha muitos desfalques para a estreia do Campeonato Carioca, é verdade. Apesar disso, o time era muito superior tecnicamente à Cabofriense. E venceu por 1 a 0 ontem (19), em Saquarema. Mas uma decisão peculiar do técnico Odair Hellmann chamou a atenção da torcida, despertando chiadeira.

Em seu primeiro jogo dirigiu a equipe, ele mandou a campo uma equipe com três volantes: Yuri, Hudson e Dodi. Algo curioso, considerando que Odair luta insistentemente para refutar a fama de "retranqueiro" que ganhou após sua passagem pelo Inter.

Em campo, o Fluminense até teve bom desempenho no primeiro tempo. Liderado por Nenê, o time criou boas oportunidades de sair na frente do marcador. Em jogada de bola parada teve sua melhor chance, quando Matheus Ferraz acertou a trave. Os primeiros 45 minutos foram os melhores momentos do Tricolor, que cansou no segundo tempo.

A trinca de volantes foi desfeita no pior momento do Fluminense na partida, quando Max, da Cabofriense, havia acabado de perder uma chance sem goleiro —chutou em cima de Luccas Claro. Yuri deu lugar a Pablo Dyego, mas a criação das jogadas não melhorou como o esperado.

Mesmo com time cansado, Odair realizou alterações e colocou o time para frente, com atacantes de fôlego renovado. Curiosamente, o gol da vitória veio com um belo passe de um dos volantes. Hudson chegou bem ao ataque e serviu Nenê, que deslocou o goleiro da Cabofriense com categoria.

Vale ressaltar que o Fluminense ainda não pôde contar com todas suas peças à disposição. O fato é que outros jogadores ofensivos foram preteridos nesse primeiro momento pelo treinador por atletas com maior poder de marcação.

"É um time novo, é uma ideia nova e as coisas precisam de tempo. Futebol não é em sete treinamentos, não é em 15 dias. É consolidando a ideia, trabalhando, treinando, errando e corrigindo para o próximo jogo para que a gente possa estar cada vez melhor", disse Odair.

Veja reação da torcida aos três volantes:

Fluminense