PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Marcelinho Paraíba admite mágoa por não ter sido chamado para Copa de 2002

Marcelinho Paraíba, atacante - Ramon Smith/Treze FC
Marcelinho Paraíba, atacante Imagem: Ramon Smith/Treze FC

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/01/2020 22h47

A edição de hoje (20) do Bem, Amigos!, do SporTV, recebeu Marcelinho Paraíba como convidado especial. O jogador falou sobre sua passagem pela seleção brasileira no início dos anos 2000 e admitiu que esperava ser convocado para a Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão e na Coreia do Sul e vencida pelo Brasil.

Marcelinho Paraíba atuava no futebol alemão na época e participou da fase final das eliminatórias sul-americanas para o Mundial. De acordo com o jogador, ele ouviu do próprio Felipão que seria chamado.

"Eu fui convocado para os seis últimos jogos das eliminatórias para a Copa de 2002. No jogo contra a Venezuela, que foi o último, que classificou a gente para a Copa, o Felipão falou comigo no vestiário e me disse que eu estaria no grupo da Copa. Mas, acabou que eu não fui chamado", declarou.

O atacante afirmou que apesar da tristeza causada pela situação, o sentimento que alimenta em relação ao treinador Luiz Felipe Scolari é de gratidão por dar a ele a chance de jogar pela seleção brasileira.

"Eu nunca falei com o Felipão sobre isso depois. Nunca o encontrei também e não acho que perguntaria se encontrasse. Na época eu fiquei muito triste porque era minha melhor fase da carreira, mas eu superei. E eu sou muito grato ao Felipão até hoje porque foi ele quem me convocou para a seleção. E era muito difícil ser chamado para a seleção. Naquela época, mais difícil que hoje", completou.

Revelado pelo Campinense-PB, Marcelinho ganhou projeção nacional com a camisa do São Paulo, no final dos anos 1990. O atacante ainda acumulou boas passagens por Grêmio, Hertha Berlin (Alemanha), Flamengo, Coritiba e Sport. Em 2020, aos 44 anos, ele defenderá o Perilima na primeira divisão do Campeonato Paraibano.

UOL Esporte vê TV