PUBLICIDADE
Topo

Diniz dá cara ao São Paulo titular e já tem até alterações treinadas

O São Paulo, de Fernando Diniz, estreia no Campeonato Paulista contra o Água Santa nesta quarta-feira - Rubens Chiri/saopaulofc.net
O São Paulo, de Fernando Diniz, estreia no Campeonato Paulista contra o Água Santa nesta quarta-feira Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

20/01/2020 11h44

Resumo da notícia

  • Fernando Diniz tem ensaiado time titular desde o início da pré-temporada
  • Formação tem o garoto Helinho substituindo Antony na ponta direita
  • Hernanes e Daniel Alves estão juntos no meio de campo
  • Técnico já trabalha possíveis alterações no meio e no ataque
  • Liziero, Everton e Alexandre Pato são as opções mais usadas
Classificação e Jogos

O São Paulo só terá mais um treino antes da estreia no Campeonato Paulista, marcada para as 21h30 de quarta-feira contra o Água Santa, no Morumbi. Mas o técnico Fernando Diniz já parece ter alcançado o que considera a formação ideal para o Tricolor durante a pré-temporada, inclusive com atletas de sobreaviso para serem aproveitados ao longo do primeiro compromisso do ano.

A provável escalação para iniciar o Paulistão é a mesma que foi utilizada nos dois jogos-treinos e em coletivos e trabalhos táticos até aqui: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Robert Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes; Helinho, Vitor Bueno e Pablo.

Nesse esquema, Daniel Alves atua como uma espécie de camisa 8, com Hernanes um pouco mais à frente como armador. Outra peculiaridade da formação é que Dani e Helinho podem inverter de posição na fase ofensiva, já que o astro tem facilidade para cair pela direita e cruzar, enquanto o garoto é canhoto e ganha ângulo para chutes e passes se investir pelo meio.

Hernanes e Daniel Alves - Rubens Chiri/saopaulofc.net - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Hernanes e Daniel Alves formam a dupla de meio-campistas ofensivos do São Paulo neste início de ano
Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Do outro lado, Vitor Bueno tem mais presença de área para não deixar Pablo tão isolado. No sistema defensivo, a grande diferença para 2020 está na altura da primeira linha. A ideia é deixar os laterais e os zagueiros mais avançados para melhorar o "perde-pressiona", ou seja, a reação imediata após a perda da posse no campo de ataque.

Diniz também já deixou algumas alterações possíveis alinhadas, com variações de desenho tático e funções. Os três atletas mais usados nessas trocas foram o volante Liziero e os atacantes Everton e Alexandre Pato. Liziero tem entrado muitas vezes no lugar de Hernanes, deixando Dani mais à frente. Everton também pode assumir o posto do Profeta ou nas pontas, no lugar de Helinho ou Bueno.

Pato foi o último a cavar esse espaço. Hoje pela manhã, no treino realizado no CT da Barra Funda, teve uma boa conversa com Diniz para novos ajustes. O camisa 7 tem sido utilizado como reserva de Pablo como centroavante ou também na vaga de um dos pontas.

Os desfalques do São Paulo para o duelo com o Água Santa são os lesionados Walce, Gabriel Sara e Joao Rojas, todos em recuperação de cirurgias, e também a dupla Igor Gomes e Antony, que está com a seleção brasileira sub-23 na disputa do Pré-Olímpico, na Colômbia.

São Paulo