PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Clube de Dubai que tentou tirar Pato do SPFC também fez oferta por Borja

Borja, durante partida entre Palmeiras e Grêmio -  Bruno Ulivieri/AGIF
Borja, durante partida entre Palmeiras e Grêmio Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Danilo Lavieri

Do UOL, em Armênia (Colômbia)

20/01/2020 04h00

O Shaba Al Ahli, de Dubai, que tentou contratar Alexandre Pato, também enviou uma proposta por Miguel Borja, do Palmeiras. O colombiano, no entanto, não permitiu que as conversas avançassem porque ele gostaria de atuar ou na Europa ou ficar na América do Sul para se manter perto da família.

A equipe havia oferecido R$ 12,5 milhões para contratar o são-paulino. Para tentar contratar o agora ex-palmeirense, a oferta foi de US$ 4 milhões, o que significa quase R$ 17 milhões.

As conversas foram feitas no início de janeiro, e o atacante acabou emprestado ao Junior de Barranquilla com condições especiais. Se bater as metas, a equipe da Colômbia será obrigada a comprar 50% dos direitos do jogador por US$ 4,3 milhões.

Antes de acertar o retorno ao seu país, Borja conversou com o Olímpia, do Paraguai, e chegou até a dar entrevistas como jogador da equipe de Assunção.

O Palmeiras pagou US$ 10 milhões para tirá-lo do Atlético Nacional por 70% dos direitos econômicos do destaque da Libertadores de 2017 e, recentemente, foi acionado pelo time colombiano cobrando uma cláusula de mais US$ 3 milhões pelos 30% restantes. A equipe paulista ainda não pagou essa quantia e discute a interpretação do contrato.

Além de Borja, o Palmeiras também negociou Deyverson, com o Getafe, da Espanha, também com obrigatoriedade de compra em caso de metas alcançadas.

Futebol