PUBLICIDADE
Topo

Vasco pressiona Bangu em São Januário, mas duelo fica no empate

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/01/2020 18h03

O Vasco deu o primeiro passo no Campeonato Carioca recebendo o Bangu em São Januário, na tarde de hoje (19). Apesar da pressão no segundo tempo feita pelo time da Colina, a partida que marcou a estreia do técnico Abel Braga e do atacante Germán Cano terminou empatada sem gols. Com o resultado, as duas equipes somaram um ponto na Taça Guanabara.

Na próxima rodada, o Vasco terá o clássico no Maracanã contra o Flamengo, enquanto o Bangu encara o Resende, no Estádio do Trabalhador.

Quem foi bem - Talles Magno

O jovem jogador, recuperado de uma lesão na coxa esquerda, se movimentou bastante e tentou criar espaços no setor ofensivo do Vasco. Apesar de alguns equívocos nas trocas de passe, foi um dos destaques do confronto. De cabeça, quase balançou a rede, mas Matheus Inácio pegou em cima da linha.

Quem foi mal - Gabriel Pec

O jogador teve como uma das funções municiar o trio formado por Marrony, Talles Magno e Cano, mas pecou um pouco nos passes e na movimentação, vez por outra se confundindo sobre qual espaço ocupar em campo.

Vasco - Pressão e erros de passe

Desde o começo da partida, a equipe comandada por Abel Braga buscou uma marcação pressão, tendo volume no campo de ataque. Porém, no primeiro tempo, deixou espaços à frente da zaga e se enrolou na movimentação ofensiva. Os erros de passe também impediram uma atuação melhor.

Na segunda metade da etapa final, o time melhorou, "empurrou" o adversário e teve chances de abrir o placar, mas pecou nas finalizações.

Estreia do reforço

Contratação celebrada pelos vascaínos, Germán Cano fez a primeira partida com a camisa cruz-maltina. A esteia esteve em xeque por conta de uma dívida do clube com o ex-atacante Jorge Henrique, que fez com que o Vasco ficasse impedido de registrar jogadores. Após um acordo, porém, a diretoria conseguiu regularizar o atacante.

Bangu - Aposta nos contra-ataques

A equipe do técnico Eduardo Allax jogou em um compasso de espera, mas, com velocidade, conseguiu achar alguns espaços nas costas do meio de campo vascaíno, principalmente no primeiro tempo. O trio mais ofensivo, formado por Robinho, Jairinho e Thompson tentava explorar a velocidade dos contra-ataques, mas não conseguiu sucesso.

No começo do segundo tempo, a chance mais clara que o Bangu teve aconteceu em um lance de bola parada, quando Juliano cabeceou sem marcação, mas mandou para fora. Após a parada técnica, as investidas ofensivas foram quase nulas.

Cronologia do jogo

A partida começou movimentada, mas sem muitas chances claras de gol. Em casa, o Vasco buscava pressionar a saída de bola do Bangu e marcar ainda no campo ofensivo, mas, ao mesmo tempo, deixava espaços que possibilitaram o adversário a chegar próximo à área.

Os dois times erraram muitos passes na etapa inicial e, talvez, as melhores chances saíram de finalizações de longa distância: com Talles Magno, pelo Vasco, e com Raul, pelo Bangu.

Houve também reclamação. Em jogada pela direita, Pikachu tentou cruzamento e a bola pegou no braço de Jairinho, do Bangu e que já atuou pelo Vasco. Os jogadores cruz-maltinos reclamaram de pênalti.

Na volta do intervalo, Cano recebeu, girou e bateu para a defesa de Matheus Inácio. No lance seguinte, Juliano apareceu sem marcação na área, após cobrança de falta, e cabeceou, mas mandou para fora.

Com as entradas de Tiago Reis e Marcos Júnior, depois da parada técnica, o Vasco melhorou e esteve perto de balançar a rede. Matheus Inácio defendeu uma cabeçada de Talles Magno em cima da linha.

Nos acréscimos, o Vasco avançou como pode e o Bangu se defendeu da maneira que conseguiu para evitar a derrota. Ao apito final, a torcida vascaína demonstrou insatisfação com o resultado.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 0 BANGU

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Auxiliares: Lilian da Silva Fernandes e Andréa Izaura Maffra
Público e renda: 17.790 pagantes / R$ 656.634,00
Cartões amarelo: Bruno Gomes (VAS); Matheus Inácio, Raul, Michel (BAN)
Gols: -

Vasco: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Henrique; Raul (Marcos Júnior), Bruno Gomes e Gabriel Pec (Tiago Reis); Talles Magno, Germán Cano e Marrony (Lucas Santos).
Técnico: Abel Braga

Bangu: Matheus Inácio (Luciano), Raul, Michel, Rodrigo Lobã e Dieyson; Sidney, Rodrigo Yuri (Alex Chander) e Juliano; Robinho, Jairinho (Rocha) e Tompson.
Técnico: Eduardo Allax.

Vasco